Homem mata lavrador na frente da família e não diz onde está o corpo

Homem matou a vítima com uma lança usada para caçar porcos no Triângulo Mineiro

O homem suspeito de assassinar um lavrador usando um instrumento de matar porcos confessou ter cometido o crime. Air José de Lima, de 36 anos, foi ouvido na Delegacia de Sacramento, no Triângulo Mineiro e se recusou a revelar onde está o corpo de Evandro Paz da Costa.


Suspeito confessa ter matado lavrador na frente da família, mas não revela onde está o corpo

Segundo o delegado Rafael Jorge, Lima negou ter esquartejado a vítima, que foi morta na frente da mulher e da filha, de apenas quatro anos.

? Ele disse que jogou o corpo em uma ribanceira, mas não indicou o local exato.

O crime foi cometido no povoado de Queima Sol, a cerca de 60 km de Sacramento. O lavrador estava em uma motocicleta com a família quando o suspeito ouviu os três se aproximando. Lima afirmou ao delegado que tem o costume de caçar porcos e estava a procura dos animais no momento, por isso portava a arma conhecida como fisga, uma espécie de lança.

A vítima foi golpeada no peito com o instrumento e caiu da motocicleta. Já no chão, foi agredida até a morte. Depois de cometer o crime, Lima levou a mulher e filha do lavrador em casa, ameaçou de morte e mandou as duas deixarem o povoado. Assustadas, elas buscaram refúgio na casa de parentes em Uberaba.

Em depoimento, o suspeito disse que comprou um terreno da vítima e ela ainda não teria desocupado o local. Durante uma discussão, Lima teria sido ameaçado pelo lavrador.

Conforme o delegado, o homem afirmou estar arrependido, mas a alegação não convenceu o policial.

? Ele estava tranquilo, não parecia alguém que acabou de cometer um crime bárbaro.

O suspeito, natural de São José do Rio Preto, em São Paulo, onde já foi condenado por um homicídio, está preso em Sacramento enquanto a polícia realiza buscas pelo corpo da vítima, que ainda não foi encontrado.

Fonte: r7