Suspeito de atear fogo em prédio e é levado de cuecas para a delegacia

suspeito, fogo, prédio

Um homem suspeito de atear fogo no segundo andar de um prédio, na Rua Senador Pompeu, no Centro do Rio, na manhã desta sexta-feira, foi detido por policiais do 5º BPM (Saúde). Ele usava apenas cuecas e, segundo a polícia, estava aparentemente drogado.

Identificado como Jadson Ribeiro dos Santos, o homem foi levado para a 5ª DP (Mem de Sá). Inicialmente, ele resistiu à prisão. Segundo o delegado adjunto Leonardo Affonso, Jadson ateou fogo no hotel cerca de duas horas após ter se hospedado. Um gerente desconfiou quando sentiu o cheiro de fumaça, subiu até o quarto e viu as chamas.


Suspeito de atear fogo em prédio e é levado de cuecas para a delegacia

Suspeito de atear fogo em prédio e é levado de cuecas para a delegacia

- Ele teria provocado o fogo com o isqueiro, mas ainda não sabemos onde começou. A perícia ainda está no local - esclareceu o delegado.

Funcionário foi ameaçado com pedaço de espelho

Edvaldo Fernandes, de 38 anos, um dos funcionários do hotel, disse que foi ameaçado por Jadson, durante o incêndio:

- Ouvi barulho forte e subi para ver o que era. Quando cheguei no quarto, abri a porta e vi tudo quebrado. Ele estava com um pedaço de espelho e não me deixou entrar. O fogo e a fumaça tomaram conta do quarto. Ele estava totalmente transtornado.

Edvaldo disse ainda que Jadson pagou R$ 40 pra ficar duas horas no hotel. Em depoimento à polícia, Jadson confessou ter passado a noite usando drogas. Ninguém ficou ferido no incêndio, que já foi controlado.

Fonte: Extra