Suspeito de atirar em policial é preso após deixar celular cair

Com as fotos e informações no aparelho a polícia prendeu o suspeito

A Polícia Militar do Ceará descobriu fotos de um arsenal no celular do suspeito de atirar na cabeça de um policial durante troca de tiros em Jaguaretama, no inteiror do estado, nesta quinta-feira (7).

Com as fotos e informações no aparelho, a polícia localizou e prendeu o suspeito na noite desta sexta-feira (8). Segundo a PM, o celular caiu durante uma fuga, após um assalto na zona rural do município.

Fotos em celular do suspeito ajudaram a polícia a localizá-lo (Crédito: Reprodução)
Fotos em celular do suspeito ajudaram a polícia a localizá-lo (Crédito: Reprodução)


Ainda de acordo com a PM, as fotos no celular do suspeito revelam que ele tinha acesso a um "arsenal de guerra", incluindo dois fuzis AK-47, coletes à prova de bala, munição, pistolas e roupas parecidas com as usadas por policiais.

"São armamentos de quem faz assalto a banco, carro-forte e grande crimes. Com um bando com acesso a toda essa variedade de armas, até os policiais enfrentam dificuldade no combate", afirma um policial que não quer se identificar.

Além das imagens, o celular continha conversar sobre planos de assaltos a bancos em cidades do Ceará. Entre os crimes, o homem que deixou o celular cair é apontado como líder da quadrilha que manteve uma família refém na zona rural de Jaguaretama, na noite de 7 de janeiro. Os policiais foram chamados ao local e trocaram tiros com o bando. Hudson Danilo de Oliveira, de 26 anos, segue internado no Instituto Doutor Frota, em estado grave de saúde.

Fonte: G1