Suspeito de desfigurar rosto de idoso de 74 anos é preso na BA

Suspeito de desfigurar rosto de idoso de 74 anos é preso na BA

Crime ocorreu na noite de sábado (13). Idoso levou 40 pontos no rosto.

Um dos suspeitos de espancar o idoso de 74 anos, que teve rosto desfigurado em um assalto na cidade de Tremedal, sudoeste da Bahia, foi preso na quarta-feira (17). O crime aconteceu na noite de sábado (13), no sítio da vítima.

Segundo informações policiais obtidas nesta quinta-feira (18), outras pessoas apontadas como responsáveis pelo crime permanecem sendo procuradas. A unidade policial não quis passar detalhes sobre o suspeito preso.

Crime

Dovaldi Almeida de Carvalho disse que ele foi abordado por três homens. "Entraram porque eu abri a porta. Eles me chamaram pelo nome de um neto meu, chamou pelo nome do neto, me enganaram. Aí eu abri, quando abri recebi foi uma pancada, aí eu caí".

A vítima teve a clavícula e ossos da face quebrados, resultando em mais de 40 pontos na face. Com medo, Dovaldi diz que não vai mais ficar sozinho em casa. "Não vou mais pra lá, pra dormir lá não. Não vou não, posso ir lá de dia, mas de noite não", comentou.


Suspeito de desfigurar rosto de idoso de 74 anos é preso na BA

Segundo Aline Santos de Almeida, sobrinha do aposentado, ele apresenta melhora médica. Ele está sendo acompanhado diariamente pelos parentes. "Durante o dia ele fica na roça. Já tá mexendo com a criação [de animais]. Tem sempre com alguém com ele. Nunca fica sem ninguém", contou.

O idoso, que morava com uma prima, tinha vendido um carro recentemente e estava com o dinheiro em casa. Inicialmente, Dovaldi foi socorrido para o Hospital Adelmário Pinheiro e depois transferido para a cidade vizinha de Vitória da Conquista. Mesmo machucado, ele saiu de casa para pedir ajuda aos vizinhos após a agressão.

Dovaldi teve 10 filhos, três deles mortos, sendo dois assassinados, de acordo com uma filha do idoso, que não quis se identificar. Os crimes ocorreram nos últimos três anos.

Cuidado com o idoso

De acordo com a promotora pública da Cidadania e Defesa do Idoso em Vitória da Conquista, também na região sudoeste da Bahia, na maioria dos casos esse tipo de crime ocorre por motivação financeira.

"Sempre que a gente está se deparando com os casos apurados de homicídio, sempre está relacionado com roubo, latrocínio, no caso de aposentadorias, ou de qualquer numerário que o idoso estivesse portando", observou Guimar Miranda, promotora de Justiça.

A promotora diz ainda que é responsabilidade da família não deixar o idoso em situação de vulnerabilidade. "Ter realmente o cuidado com o idoso, não negligenciar essa proteção, acompanhá-lo, não deixá-lo sozinho, para evitar esses tipos de ocorrências e crimes", pontua.

Fonte: G1