Suspeito de encomendar morte de ex-namorada diz ser inocente

Suspeito teria encomendado morte de dentro de um presídio no Rio.

Laércio Rodrigues, acusado de encomendar a morte da ex-namorada, a radiologista Neurilene Brenda, de 21 anos, que foi assassinada com golpes de faca na Vila Bom Jardim, região do grande Promorar, na zona Sul de Teresina, na última quarta-feira, dia 22, entrou em contato com uma prima da vítima momentos após o crime, como mostram trechos de uma conversa entre os dois em uma rede social. 

Na conversa, ele alega inocência. “Ei cara. Tem uns comentários aqui que estão falando que foi eu que mandei [matar]. Jamais. Esse cara que fez isso vai pagar. Os policiais estão vindo aqui para me pegar. Eu não sei de nada. Eu não sabia disso. Estão colocando a culpa em mim. Eu já estou f... Querem me f..., mas eu não tenho nada a ver", diz o suspeito em uma conversa enviada para prima da vítima que não teve o nome divulgado. 

Neurilene Brenda, de 21 anos (Crédito: Reprodução)
Neurilene Brenda, de 21 anos (Crédito: Reprodução)

Em outro trecho da conversa, ele diz que pretende dar apoio para mãe da jovem, a dona de casa Maria Do Carmo Ribeiro da Silva. “Estou para ficar doido aqui. Quero falar com vocês aí ou com a mãe dela cara. Não estou nem acreditando nisso aí. Me ajuda cara. Tá doido. Vou pra onde. Ela cara. Tá doido. Meu Deus, a Leure cara, minha vida”, afirma o suspeito. 

Na noite desta quinta-feira (23), policiais da Delegacia de Homicídios sob o comando do delegado Danúbio Dias, em parceria com os policiais da Companhia Independente do Promorar, realizaram a prisão dos dois acusados de matarem a radiologista

De acordo com informações do delegado Bareta, a jovem foi morte por encomenda e quem mandou matá-la foi o seu ex-namorado que está preso na Penitenciária de Bangu, no Rio de Janeiro.

“Foi um trabalho de empenho da Delegacia de Homicídios junto com a equipe de policiais do Promorar, inclusive vimos na televisão onde a mãe dizia que acreditava na Justiça de Deus porque a dos homens ela não tinha fé, mas eu quero dizer que na Polícia Civil tem homens de boa vontade e que trabalhamos intensamente. Ontem a noite conseguimos prender o maior e apreender o menor envolvidos no crime que está totalmente esclarecido, foi um crime de encomenda onde o indivíduo Laércio Rodrigues que está preso em Bangu, no Rio de Janeiro vinha mantendo contato constante e ameaçando a moça deixando bem claro que se ela não ficasse com ele, ela não ficaria com ninguém, mandando ela ir para o estado do Rio de Janeiro esperar por ele. Revoltado, antes de ontem ele mandou os dois acusados matá-la. Ele está conseguindo fazer ligações de dentro do presídio, isso eu já comuniquei a divisão de homicídios do Rio de Janeiro para tomar as providências cabíveis, eles esfaquearam a moça e ainda dispararam tiros contra ela”, declarou o delegado.

Ainda segundo Bareta, a jovem não tinha nenhum envolvimento com o crime: “Nós já fizemos levantamentos e não encontramos nenhum ato errado sobre ela. Ela manteve esse relacionamento amoroso com esse rapaz mas logo em seguida terminou. Inclusive ele está preso no Rio de Janeiro por um crime que ele cometeu aqui em Teresina, mas precisamente no bairro Parque Piauí onde matou um rapaz dentro da distribuidora Santa Cruz dos Milagres, logo após o crime ele fugiu para o Rio de Janeiro e lá foi detido com um mandado de prisão. Nós até já entramos em contato com o juiz no sentido de fazer o recambiamento dele para o estado do Piauí”, disse.


Fonte: Portal Meio Norte