Suspeito de esfaquear médico se apresenta à polícia no Rio

Caso repercute e surgem novidades

 O caso do médico Jaime Gold, esfaqueado no Rio de Janeiro, no dia 19 de maio, quando andava de bicicleta, teve mais um capítulo nesta terça-feira (2). Um terceiro menor, de 16 anos, se apresentou à polícia.

Ele disse que participou do roubo que resultou no assassinato e inocentou o primeiro menor apreendido, também de 16 anos, que nega participação.

Depois da Divisão de Homicídios (DH) ter dado o caso como encerrado, após a apreensão de um segundo menor, de 15 anos, o delegado assistente Giniton Lages afirmou, em coletiva à imprensa na noite de terça, que a polícia nunca havia parado com as investigações. 

O delegado disse que o novo menor apreendido alegou que as facadas foram desferidas pelo segundo menor apreendido. Segundo Lages, o menor revelou que a arma havia sido comprada na própria comunidade pela quantia de R$ 8. 

Image title

Fonte: Terra