Suspeito de matar fisioterapeuta escreveu carta: 'Não te mereço'

Por fim, no trecho que ainda está legível, o suspeito se declara.

A Polícia Civil divulgou uma carta escrita pelo engenheiro agrônomo Diego Henrique Lima, de 30 anos, para a namorada, a fisioterapeuta Caillane Marinho, de 27, dias antes de ela ser assassinada, em Vianópolis, região sul de Goiás. No texto, o homem, principal suspeito do crime, pede desculpas à jovem, diz que a ama e afirma: "Não te mereço e deixei tudo acabar".

Segundo o delegado Marcos Vinícius Costa, responsável pelo caso, a carta foi entregue à polícia pela mãe de Caillane. "Ela afirmou que recebeu o material da filha há algumas semanas, mas não se recorda do dia exato. Não dá para saber exatamente do que ele fala, mas suspeitamos que foi depois de alguma briga do casal", afirmou.

A fisioterapeuta foi encontrada morta na manhã de domingo (9). Segundo as investigações, ela estava no quarto da residência, onde morava com o namorado há cerca de dois meses, e tinha uma marca de tiro na cabeça. Ela deixou uma filha de 7 anos.

Por fim, no trecho que ainda está legível, o suspeito se declara: "Se estou passando isso tudo, é porque realmente te amo". Em seguida, ele completa em tom resignado: "Mas se sempre você tem dúvida é porque te passei isso. Mas pode deixar, eu te entendi e vou te entender".

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1