Suspeito de ter participado da morte de policiais militares de UPPs é preso

Ramires Roberto da Silva, 20 anos, foi preso no Conjunto de Favelas da Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Um dos suspeitos de participação no assassinato da policial militar Alda Rafael Castilho, da UPP Parque Proletário, e do subcomandante da UPP Vila Cruzeiro, tenente Leidson Acácio, foi preso neste domingo. Ramires Roberto da Silva, 20 anos, foi preso no Conjunto de Favelas da Penha, na Zona Norte do Rio de Janeiro.

Silva foi levado para a 22ª DP (Penha). De acordo com o Disque Denúncia, o suspeito teria pelo menos quatro mandados de prisão por crimes como assalto a mão armada e homicídio simples. Ele estaria também sendo investigado por um ataque criminoso contra a sede do Afroreggae.

A soldado Alda Rafael Castilho, 26 anos, foi morta em 2 de fevereiro, baleada na barriga durante ataque contra a sede da UPP Parque Proletário, na Vila Cruzeiro. Em 13 de março, o tenente Leidson Acácio Alves Silva, de 27 anos, foi baleado durante confronto na Vila Cruzeiro.

Fonte: Terra