Suspeito de pertencer a quadrilha ligada ao PCC é preso no Nordeste

Suspeito de pertencer a quadrilha ligada ao PCC é preso no Nordeste

A quadrilha de Jeimerson foi desarticulada pela Polícia Federal

A Polícia Federal prendeu, na tarde da quinta-feira em Ibura, um homem de 32 anos que estava foragido da Penitenciária Agrícola de Itamaracá, a 50 km do Recife. Jeimerson Paulo dos Santos, conhecido como índio, cumpria pena por assalto e era o último integrante da quadrilha desarticulada em 2010, supostamente ligada ao PCC.

Jeimerson foi preso ao ser localizado em uma rua próxima a feira de cavaleiro. Na ocasião, ele usava uma identidade falsa em nome de Adriano Roberto da Silva. Após a abordagem dos polícias, o suspeito levou os federais até a sua residência, onde foi encontrado um revólver calibre 38 com 14 munições intactas.

Em seu interrogatório, Jeimerson informou que estava usando uma cédula de identidade em nome de outra pessoa em razão de estar foragido há mais ou menos dois anos e que a arma e as munições foram adquiridas por ele através de um amigo.

Jeimerson foi autuado por posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e uso de documento falso. Ele foi encaminhado para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), onde ficará a disposição da justiça.

Histórico da quadrilha

A quadrilha de Jeimerson foi desarticulada pela Polícia Federal em 22 de outubro de 2010, quando foram presos, Cristiano Orestes da Silva, conhecido como Pingo, 29 anos, José Adriano de Oliveira Filho, 43 anos, e Fábio Manoel da Silva, 30 anos. As prisões ocorreram depois de seis meses de investigações sobre o tráfico de drogas na UR-1, no Ibura, ação que teria ligação com integrantes do PCC.

Na época, foi encontrado na casa de José Adriano, dentro de um freezer, 40 invólucros e 13 tabletes de crack de diversos tamanhos, que totalizavam cerca de 17 kg. Logo após, os policiais seguiram para outra residência, que teria sido alugada por Cristiano. Segundo a políci, no local, onde era manipulado o crack, foi encontrado uma panela com cerca de 1kg da droga, um revólver calibre 38 municiado, além de munições de calibres diversos, três carregadores de pistola, quatro rádios comunicadores e três balanças de precisão.

A droga apreendida seria distribuída pelos principais pontos de venda de crack em toda a região metropolitana do Recife e no Ibura.

Fonte: Terra, www.terra.com.br