Suspeito de sequestrar menina Brenda em igreja chega a SP

O suspeito não resistiu à prisão e não estava armado, de acordo com policiais.

O homem suspeito de sequestrar a menina Brenda Gabriela da Silva, de 4 anos, em um culto religioso no mês passado, chegou a São Paulo na noite desta quinta-feira (5). O homem foi preso nesta quinta em Maringá (PR), e chegou ao 6º Distrito Policial, no Cambuci, Zona Sul da capital paulista, por volta das 22h.

Ele entrou na delegacia em silêncio, mas aos policiais confirmou o que já havia dito no Paraná: que sequestrou a menina durante uma festa de uma igreja na região central da capital paulista no dia 10 de junho. Depois de ser ouvido, foi levado para a carceragem da delegacia de Santa Cecília, onde passou a noite.

Natural do Paraná, o suspeito Jorge Antunes Cardozo, de 47 anos, diz ter sequestrado a menina para pedir esmolas, segundo informações do delegado Fábio Ferrão. "Pelo que ele falou, era para facilitar no pedido de esmola na rua. Ter uma criança faz com que as pessoas olhem com outros olhos para quem está pedindo e deem mais dinheiro?, afirmou.

Segundo as investigações, o suspeito estava no Paraná desde o dia 26 de junho, dia seguinte ao que a menina foi encontrada por um vizinho. Na ocasião, o homem fugiu.

No dia em que a garota foi libertada, Cardozo ficou escondido em um hotel de São Paulo para não ser pego pela polícia, aponta a investigação. Depois, embarcou em uma van clandestina para Campinas. De lá ele viajou de ônibus até o Paraná, segundo o delegado.

Apesar de o laudo pericial ter informado que Brenda não sofreu violência ou abuso sexual, o delegado Marques levanta esta hipótese para explicar o crime. O suspeito, diz ele, havia sido indiciado por "ataque sexual contra uma criança de três anos de idade no Paraná, em 1996". Mas Cardozo foi absolvido por falta de provas, de acordo com Marques. O delegado ressalta que o homem pode ter raptado a garota com a intenção de praticar o abuso, que não foi consumado.

O suspeito não resistiu à prisão e não estava armado, de acordo com policiais. Ele levava uma quantia em dinheiro. Cardozo é natural de um distrito de Ponta Grossa, no Paraná, afirma Marques.

Depoimento

O homem será ouvido formalmente no 6º DP, no Cambuci. Depois disso, o vizinho que achou Brenda e outras testemunhas serão chamados para a delegacia, onde deverão fazer o reconhecimento dele. Em seguida, Cardozo poderá ser indiciado por sequestro de menor de 18 anos de idade com uso de tortura psicológica e física. Também será pedida a prisão preventiva do suspeito.



Fonte: G1