Suspeito de sequestro de bebê é exonerado de cargo público

Suspeito de sequestro de bebê é exonerado de cargo público

Altair Ferreira dos Santos era assessor parlamentar e está preso

Altair Ferreira dos Santos, um dos suspeitos de participar do sequestro de um bebê em Saquarema, na Região dos Lagos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), conforme decisão foi publicada em Diário Oficial nesta terça-feira (10).

O crime aconteceu na sexta-feira (6), mas foi resgatado no domingo (8). Além de Altair, sua esposa Jéssica Paulino Marinho, suposta envolvida no sequestro, também foi presa.

A polícia ainda procura por suspeitos de participação no sequestro do bebê de apenas quatro dias de vida. O delegado Luciano dos Santos, da 124ª DP (Saquarema), afirmou que é falsa a versão do casal que sequestrou um bebê alegando que ganharia uma herança de R$ 500 mil. "É uma simulação para desvirtuar a investigação", afirmou o delegado, na segunda-feira (9). Ele acredita que o casal fazia parte de uma quadrilha que vendia crianças.

Em depoimento, Jéssica contou que perdeu um bebe aos três meses de gestação e descobriu que não poderia mais ter fihos. Ela e Altair teriam decidido então adotar uma criança sem que ninguém soubesse.

No depoimento, Altair contou a mesma versão da mulher e afirmou que eles ficaram com o bebê desconhecendo o sequestro.

"Isso também é mentira. Não condiz com a verdade", afirmou o delegado, que acha que o caso ganha uma dimensão ainda maior. "Tudo indica que pode se tratar de uma quadrilha especializada em venda de crianças", disse Luciano dos Santos.

O fato de Altair trabalhar no hospital era fundamental para a quadrilha, segundo a polícia, que acredita no envolvimento do suspeito em outros dois casos.

Segundo a polícia, Altair seria o terceiro homem encapuzado que levou Gustavo da casa da avó materna, na última sexta-feira.

Pais agradecem quem fez denúncia

Na segunda-feira (9), depois de dois dias de angústia e já com o filho sequestrado nos braços, o casal Gabriela Sabino Pereira e Rodrigo dos Santos agradeceu, à pessoa que fez a denúncia anônima ao Disque-Denúncia e que levou ao paradeiro do pequeno Gustavo, recém-nascido que completa seis dias, como mostrou o programa Encontro com Fátima Bernardes.


Suspeito de sequestro de bebê no RJ é exonerado de cargo público

Ao lado do marido, mãe que teve o bebê sequestrado fica feliz em poder amamentar o filho recém-nascido

(Foto: Alba Valéria Mendonça/G1)

?Que Deus abençoe muito a vida dela. Não tenho nem palavras?, disse a mãe, durante entrevista ao programa, nesta manhã. ?Eu agradeço muito a essa pessoa que fez essa denúncia, que Deus abençoe a vida dela e que ela continue ajudando?, completou Rodrigo.

Rodrigo ainda estendeu o agradecimento ao policial militar Pedro Paulo Machado, pai de três filhos, que participou do resgate.

O PM Pedro Paulo guardou uma manta de lembrança de Gustavo. ?Mais do que justo a corporação ficar com uma pequena lembrança. Para a gente, no nosso dia a dia, isso aqui vai significar muito?, disse ele ao RJTV.

Fonte: G1