Suspeito morre em nova operação no subúrbio de SP

A operação foi confirmada pelo coronel Marcus Jardim, do 1º Comando de Policiamento de Área

Um suspeito foi morto na manhã desta sexta-feira (27) em nova operação na Cidade Alta, em Cordovil, no subúrbio, do 16º BPM (Olaria) para tentar encontrar os assassinos do fotógrafo André Azevedo, morto na noite de quarta-feira (25), na Avenida Brasil. No mesmo dia e avenida, o policial militar Vanderlon Abreu da Paixão também foi morto.

A operação foi confirmada pelo coronel Marcus Jardim, do 1º Comando de Policiamento de Área. Segundo ele, 60 homens participam da ação, que tem o apoio de um carro blindado e cães farejadores. Na chegada da polícia ao local, houve confronto.

Além do suspeito morto, foi apreendida uma pistola.

O G1 tentou entrar em contato com o delegado Felipe Ettore, da 22ª DP (Penha), que cuida da investigação dos crimes, mas foi informado que ele está fora, em diligência dos casos.

Operação na quinta

Na quinta-feira (26), o 16º BPM (Olaria) fez uma operação no mesmo local. Foram apreeendidos um carro roubado com três granadas, além de maconha e cocaína.

Os crimes

O fotógrafo do jornal "O Dia" foi baleado e atropelado na Avenida Brasil, altura da Penha, no subúrbio da cidade. André Azevedo, conhecido como André Az, foi enterrado nesta sexta-feira (27), às 10h, no Cemitério de Irajá, no subúrbio.

Segundo o Batalhão de Policiamento em Vias Especiais, a vítima passava de moto pela pista sentido Centro, quando foi baleada no braço e no tórax. AZ tinha deixado o trabalho na sucursal do jornal da Baixada Fluminense e se dirigia para o Grajaú, na Zona Norte do Rio, onde morava.

Segundo relato de testemunhas, o jornalista perdeu o controle da moto e colidiu contra a mureta de proteção da via. Em seguida, ele caiu sobre a faixa seletiva no outro sentido e foi atropelado por um veículo. A vítima morreu no local. A polícia ainda investiga de onde partiu o tiro que acertou André AZ.

Tentativa de assalto

O policial militar morreu na manhã de quarta-feira (25) depois de ser baleado na Avenida Brasil, altura do Piscinão de Ramos, no subúrbio. Segundo o Batalhão de Policiamento em Vias Especiais, ele teria sido vítima de uma tentativa de assalto a veículo.

Fonte: g1, www.g1.com.br