Suspeitos de clonar cartões tomavam banho de uísque

Polícia estima que eles tenham desviado mais de R$ 1 milhão, em compras.

Suspeitos de integrar uma quadrilha de clonagem de cartões, presos na quarta-feira (13), na Paraíba, promoviam festas, viagens e compravam artigos de luxo com o dinheiro roubado. Em um mês, a polícia estima que eles tenham desviado mais de R$ 1 milhão em compras.

?Alguns deles acendiam cigarros com notas de R$ 50 e tomavam banho de uísque, o que foi inclusive confessado por eles porque eles disseram que estavam ganhando dinheiro fácil?, diz o delegado Jean Francisco.

Cinco pessoas foram presas, na quarta-feira, suspeitas de integrar a quadrilha. Segundo a Polícia Civil da Paraíba, as prisões ocorreram nas cidades de João Pessoa e Cabedelo (PB). O grupo, no entanto, atuava em João Pessoa e no Recife.

Segundo a polícia, os suspeitos instalavam um equipamento para a clonagem de cartões e captura de senhas em máquinas de cartões de estabelecimentos comerciais. Entre os principais alvos da quadrilha estão postos de combustível e lojas de conveniência, mas há registro de atuação em diversos tipos de estabelecimentos comerciais. A polícia investiga o envolvimento de funcionários e proprietários dos estabelecimentos no esquema.

Com o cartão clonado, a quadrilha utilizava, segundo a polícia, um sistema de computador para aumentar o limite de crédito e efetuava compras. A operação que prendeu a quadrilha foi uma ação conjunta entre a Polícia Civil, a Polícia Rodoviária Federal e o Ministério Público.

Fonte: g1, www.g1.com.br