Suspeitos de matar em bar por R$ 0,15 são soltos pela Justiça

O pedido de habeas corpus foi aceito pelo juiz Aluizio Pereira dos Santo

Um homem de 59 e outro de 28 anos, suspeitos de matarem um adolescente em um bar por causa de uma diferença de R$ 0,15 na conta, em outubro de 2011, foram soltos na última terça-feira (13) pela Justiça. O pedido de habeas corpus foi aceito pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, após uma audiência realizada na segunda-feira (12).

Segundo o advogado Fabio Castro Leandro, que defende os dois homens, o pedido de liberdade foi feito no início do inquérito. Ele disse que os suspeitos não possuem antecedentes criminais, têm residência fixa e colaboraram com a investigação.

Os suspeitos estavam no Presídio de Trânsito da capital e aguardam em liberdade uma nova audiência, que foi marcada para o dia 13 de fevereiro.

Confusão

De acordo com o boletim de ocorrência, quatro clientes bebiam no estabelecimento. Quando eles foram pagar a conta, o proprietário do local disse que ainda faltavam R$ 0,15 para fechar a dívida. Um deles deu uma nota de R$ 50 e exigiu o troco de R$ 49,85. Houve uma discussão entre eles.

Segundo a polícia, os clientes foram embora e voltaram armados depois para se vingarem do dono do bar. Ao chegarem ao local encontraram os suspeitos, que são pai e irmão do proprietário da conveniência e, de acordo com relatos dos suspeitos à polícia, as vítimas atiraram.

Os parentes do dono da conveniência afirmaram à polícia que revidaram os disparos para se defenderem.

Fonte: G1