Suspeitos pela morte de funcionário de colégio após assalto são detidos

Eduardo Paiva, 39 anos, foi morto depois de sair de uma agência bancária, onde sacou R$ 3 mil.

Dois suspeitos foram detidos nesta terça-feira em São Paulo sob suspeita de participar da morte do funcionário do colégio Nossa Senhora de Sion, na região de Higienópolis, no centro de São Paulo, na manhã de segunda-feira. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, os dois irmãos, de 16 e 21 anos, foram ouvidos no 77º DP, em Santa Cecília. Segundo o advogado Jonas Souza de Melo, os jovens não participaram do crime e estavam na cidade de Ribeirão Claro, no Paraná, no momento do assassinato. Ele mostrou, inclusive, comprovantes de gastos pagos com o cartão de um dos suspeitos naquela cidade.


Suspeitos pela morte de funcionário de colégio após assalto são detidos

Até o final da noite de ontem, a polícia não havia se manifestado sobre a possível participação dos suspeitos no crime. Segundo informações da Polícia Civil, Eduardo Paiva, 39 anos, foi morto depois de sair de uma agência bancária, onde sacou R$ 3 mil. Quando retornava ao colégio para trabalhar, ele foi abordado por um homem armado, que o baleou na cabeça. O colégio diz que hoje fará uma reunião para discutir medidas de segurança.

Fonte: Terra