Suzane Von Richthofen pode ter regime semiaberto

Suzane Von Richthofen pode ter regime semiaberto

Nesta quinta-feira (22), faz quatro anos que a jovem foi condenada pela morte dos pais

O advogado de Suzane Von Richthofen, Denivaldo Barni, disse acreditar que vai conseguir para sua cliente a progressão para o regime semiaberto até o final deste ano. Nesta quinta-feira (22), faz quatro anos que a jovem foi condenada pela morte dos pais, Marísia e Manfred von Richthofen. Além dela foram condenados pelo crime os irmãos Daniel e Cristian Cravinhos.

- Estamos na fase de recursos. Até o fim deste semestre devemos conseguir a progressão.

Segundo Barni, Suzane está ansiosa. Ela está presa desde 2002, quando o crime ocorreu. Desde então, ela passou por diversas unidades prisionais e agora está no presídio feminino de Tremembé, a 147 km de São Paulo - mesmo local onde está presa a madrasta da menina Isabella Nardoni, Anna Carolina Jatobá.

- Ela tem fé que vai conseguir a progressão.

Suzane foi condenada em 22 de julho de 2006 a 39 anos e seis meses de prisão. A mesma pena foi dada ao namorado dela na época, Daniel Cravinhos, que também participou do crime. O irmão de Daniel, Cristian, pegou pena de 38 anos e seis meses.

- Suzane já cumpriu mais de um quinto da pena e, pela lei, ela tem direito ao semiaberto após ficar um sexto do tempo da sentença presa.

Os irmãos Cravinhos também tentam a progressão da pena. A reportagem do R7 tentou contato com a advogada deles, Gislaine Jabur, mas até a publicação desta notícia ela não retornou às ligações.

O crime

O casal Manfred e Marísia Marísia von Richthofen foi morto a pauladas na casa onde morava no Brooklin, na zona sul de São Paulo, na noite de 31 de outubro de 2002. Alguns dias depois, a filha do casal, o namorado dela e o irmão dele confessaram o crime. Suzane Richthofen, Daniel e Cristian Cravinhos foram presos e disseram à polícia que mataram o engenheiro e a psiquiatra porque eles tinham proibido o namoro de Suzane e Daniel. A polícia afirma que o crime ocorreu por causa da herança que os Richthofen deixariam para a filha.

Fonte: R7, www.r7.com