Taxista acusado de estuprar passageira inglesa é preso em São Paulo

Ela conseguiu levar preservativo usado no crime ao sair do carro

Um taxista foi preso por suspeita de estuprar uma passageira inglesa, de 27 anos, durante uma corrida na madrugada do último sábado (4), no Itaim Bibi, Zona Oeste de São Paulo. O homem foi preso em flagrante por estupro, mas alegou que o ato sexual foi consensual.

Em depoimento à Polícia Civil, a jovem, que não fala português, contou que estava em um restaurante e pediu a uma funcionária do estabelecimento que chamasse um táxi. O serviço foi solicitado pelo aplicativo 99 Táxi. A empresa disse que já bloqueou o motorista e que coopera com a investigação (leia nota abaixo).

Segundo o boletim de ocorrência registrado no 27º Distrito Policial, do Campo Belo, pouco depois de embarcar, o homem começou a assediá-la, tentou beijá-la à força, porém, com a recusa da vítima, ele estacionou o Prisma branco em uma rua deserta, fechou os vidros, trancou as portas, obrigou a vítima a masturbá-lo e depois a violentou no banco de trás do carro.

A jovem relatou que tentou se desvencilhar do agressor a todo momento e que, após o ato, pediu ao indivíduo que a levasse para casa onde mora há dois anos, em Moema, na Zona Sul de São Paulo.

O homem teria pedido ainda, que a vítima se acalmasse e lhe desse alguns dados pessoais para que marcassem um encontro. Ao conseguir deixar o carro, ela tirou foto da placa e encaminhou para a Polícia Civil.

A jovem conseguiu levar o preservativo utilizado no crime ao sair do veículo e, chegando ao seu apartamento abalada, contou o caso a uma amiga.

A amiga relatou em seu depoimento que a vítima foi encaminhada ao Hospital Pérola Byington, onde foi medicada. Depois de registrar o boletim de ocorrência, ela foi reencaminhada ao hospital onde fez diversos exames, como o corpo de delito.

Após os depoimentos, os policiais marcaram um encontro com o indiciado em um posto de gasolina, a partir de onde foi conduzido à delegacia, reconhecido e recebido com voz de prisão em flagrante delito.

O homem foi localizado pela placa do veículo, que também ficou gravada na chamada pelo aplicativo, e reconhecido pela vítima, que passou mal ao vê-lo na delegacia. Ele está detido no 91º Distrito Policial de Ceagesp.

Fonte: G1