Taxista é assassinado à tiros por passageiros no Maranhão

Os primeiros levantamentos apontam para latrocínio

A Polícia continua sem pistas dos autores do assassinato do taxista José de Ribamar Gomes da Silva, de 54 anos. O crime aconteceu na noite de Domingo(28)e os primeiros levantamentos apontam para latrocínio (roubo seguido de morte).

José de Ribamar foi visto pela última vez com vida logo depois de ter deixado o seu posto, em frente o Hospital Municipal, levando dois passageiros para um local ainda desconhecido. Horas mais tarde ele deu entrada na mesma Casa de Saúde, ferido à bala.

O presidente do Sindicato dos Taxistas de Imperatriz, João Assunção Martins (Joca)disse que as informações ainda são poucas, mas também desconfia de latrocínio. Ele lembrou que este é o terceiro caso de violência contra taxista na cidade e o segundo assassinato a esses profissionais em Imperatriz.

Fonte: Imirante