“Tenho esperança que ele volte vivo”, diz avó de menino torturado

Homem acusado pelo crime já está preso, após ser denunciado pelo próprio companheiro

A avó do menino Luiz Guilherme Silva de Campos, que teria sido torturado por vários dias antes de ser morto por um enfermeiro em São Paulo, ainda se apega à ideia de que o neto pode voltar com vida para a casa. Ela conversou com a reportagem do Jornal da Record e afirmou que acredita que a criança, cujo corpo nunca foi localizado, está viva.

? Ainda tenho esperança de ver o meu neto com vida (...) Hoje mesmo estava lembrando dele, então tenho a esperança que o Luiz Guilherme volte vivo.

O enfermeiro José Amaro está preso preventivamente há duas semanas. A denúncia foi feita pelo companheiro que vivia com ele, que agora também é investigado pela suposta omissão no caso. O menino vivia com Amaro há dois meses, a pedido da mãe da criança, que tem outros três filhos e não possui condições para cuidar de todos eles.

Campos foi dado como desaparecido no dia 15 de outubro. Segundo o promotor responsável pelo caso, o enfermeiro vai responder por homicídio doloso (quando há intenção de matar), tortura e ocultação de cadáver. Amaro era padrinho do menino, por isso a mãe do garoto pediu para que ele tomasse conta.

Fonte: r7