Terreiro de candomblé é alvo de vandalismo em Nova Iguaçu

Não foi a primeira vez que o terreiro foi alvo de vândalos

Dirigentes do terreiro de candomblé Kwe Cejá Danlomin LojiquejiI Axé, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, Região Metropolitana do Rio de Janeiro, denunciam que o espaço foi alvo de vandalismo. Situado na Rua Capitão Chaves, no Centro do Rio de Janeiro, o centro espírita teve boa parte de sua estrutura destruída e incendiada.

Segundo o pai pequeno da casa, Álvaro Leone, o Álvaro Doté Ty Togum, de 51 anos, ao chegar ao local ele viu que o salão estava todo bagunçado.

— A princípio pensei que fosse por causa da vento. Mas, ao descer, vi que o terreiro havia sido invadido. Todos os nossos santos e materiais das obrigações foram destruídos e queimados — conta, revoltado.

O pai de santo Doté Bruno Ty Tobossy disse que não foi a primeira vez que o terreiro foi alvo de vândalos:

— Tivemos um caso assim há cerca de 10 anos. Não podemos mais conviver com este tipo de intolerância religiosa. Por causa desse absurdo tivemos que cancelar a festa de Omulu que estava programada para acontecer no próximo sábado. Não fazemos mal a ninguém. Merecemos e precisamos de respeito.

Image title


Fonte: Com informações do Jornal Extra