Testemunha diz que viu Eliza poucas vezes no sítio

Testemunha diz que viu Eliza poucas vezes no sítio

Juíza ouve, na tarde desta quinta-feira (14), policial que recebeu denúncia

Em depoimento nesta quinta-feira (14), durante audiência sobre o desaparecimento e morte de Eliza Samudio, uma funcionária do sítio de Bruno disse que viu Eliza Samudio nas dependências do imóvel. A audiência é realizada no Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. ?Vi a Eliza poucas vezes e em todas, ela estava tranquila. Ela conversava com todos da casa. Quando eu não vi ela mais na casa, as pessoas disseram que ela tinha viajado?, contou.

A testemunha, que foi arrolada pela acusação, afirmou que não viu nenhum machucado na cabeça de Eliza e que nunca recebeu nenhuma orientação dos patrões sobre a modelo. Sobre Dayanne Souza, a depoente alegou que viu a mulher de Bruno brincando com o filho de Eliza algumas vezes. A testemunha declarou também que não conhece Fernanda Gomes de Castro, namorada do goleiro e que também é ré no processo. Segundo ela, o goleiro sempre foi um bom patrão.

Na sequência, a juíza Marixa Fabiane Lopes Rodrigues começou a ouvir um policial que recebeu a denúncia do desaparecimento de Eliza. Ele também é testemunha de acusação e presta depoimento na tarde desta quinta-feira (14) na presença dos réus.

Estão no Fórum de Contagem o goleiro Bruno Fernandes; Dayanne Souza; Fernanda Gomes de Castro; Luiz Henrique Romão, o Macarrão; Marcos Aparecido dos Santos, o Bola; Flávio Caetano; Wemerson Marques; e Elenilson Vítor da Silva. Sérgio Rosa Sales, primo do jogador, foi dispensado a pedido do advogado Marco Antônio Siqueira. O defensor alega que o cliente está sendo assediado por outros advogados e pressionado a trocar de representante.

No início da audiência desta quinta-feira (14), a juíza informou que deve ouvir ainda hoje mais mais quatro testemunhas. Dentre elas estão os delegados Edson Moreira, Wagner Pinto, Alessandra Wilke e Ana Maria dos Santos. Além deles, faltam ser ouvidas mais sete testemunhas de defesa.

Fonte: g1, www.g1.com.br