Tio e vizinho presos por morte de garota

Tio e vizinho presos por morte de garota

Segundo a polícia, garota de 6 anos foi morta após violência sexual

O delegado Nemir Falcão, que vai presidir o inquérito sobre a morte da menina de 6 anos, vítima de violência sexual em Goiana (PE), na quinta-feira (27), pediu a prisão preventiva dos dois suspeitos do crime, nesta segunda-feira (31). Tio e vizinho da vítima foram presos em flagrante, na sexta-feira (28).

"Apesar da prisão [em flagrante], por medida de precaução, pedimos a prisão preventiva dos dois até a conclusão do inquérito. Como os réus estão presos, temos prazo de dez dias para concluir a investigação", disse o delegado.

A criança foi encontrada na madrugada de sexta-feira e levada ao hospital com sinais de espancamento e abuso sexual. A família começou a sentir falta da menina por volta das 17h da quinta-feira e, durante as buscas, a encontrou com o corpo coberto por folhas, pedras e terra. "Havia sinais de violência pelo corpo da vítima, mas ainda não temos o laudo sobre as causas da morte da menina", disse Falcão.

Segundo o delegado, a menina disse a policiais civis e militares, que a violência havia sido cometida por seu tio e um vizinho. "Vamos ouvir os policiais e os funcionários do hospital, que estavam no quarto quando a menina falou o nome do tio e que o vizinho tinha participado do crime."

Falcão afirmou ainda que o tio e o vizinho da vítima prestaram depoimento no momento da prisão em flagrante. "Eles negaram o crime, mas apresentaram muitas contradições durante as declarações iniciais. Sabemos que a família parece ser um pouco desestruturada e que a menina não era criada pelos pais, mas pela avó dela.

A menina foi sepultada no sábado (29), em Goiana.

Fonte: g1, www.g1.com.br