Tio sobre sobrinha encontrada morta: 'esperança era achá-la viva'

Jovens estavam desaparecidas desde segunda-feira.

Na segunda-feira, dia 05, foi encontrado os corpos de duas jovens que estavam desaparecidas no Distrito Industrial, zona Oeste de Petrolina, sertão de Pernambuco. Bruna de Souza Torres, de São Francisco de Assis do Piauí, e Taiane de Souza Rocha, de Petrolina, ambas com 19 anos, desapareceram quando saíram para trabalhar. 

O tio de uma das vítimas, identificado como Josivan Feitosa Torres, que achou os corpos, informou que refez o percurso por onde as jovens costumavam  passar todos os dias a caminho do trabalho.  Segundo ele, a esperança era encontrá-las vivas.

"Por volta de 8h30, ele me ligou, pedindo pelo amor de Deus, dizendo que a filha dele tinha sumido, não sabia o que tinha acontecido, porque não tinha chegado ao trabalho. Fui até a delegacia, onde se encontrava a irmã da outra menina, fazendo o Boletim de Ocorrência. Depois, me desloquei até o local, aqui no distrito, onde elas costumavam fazer o percurso, tentando encontrar algum vestígio, na esperança de achá-las vivas", disse.

Local onde os corpos foram encontrados (Crédito: Reprodução)
Local onde os corpos foram encontrados (Crédito: Aracelly Romão / TV Grande Rio)

Elas trabalhavam como jovens aprendizes em uma empresa de Petrolina, onde residiam, e todos os dias passavam pelo local onde foram encontradas.

Os corpos das jovens foram encontrados em um matagal, próximo a uma pista de motocross. Elas estavam nuas, com as mãos amarradas com as próprias roupas, e apresentavam perfurações no pescoço. A polícia suspeita que elas foram violentadas e mortas em seguida.

 Piauiense Bruna de Souza Torres e Taiane de Souza Rocha
Piauiense Bruna de Souza Torres e Taiane de Souza Rocha




Fonte: Com informações do G1-PE