Tiroteios em favelas do Rio deixam 11 mortos no fim de semana

11 pessoas mortas, incluindo um morador vítima de bala perdida, em favelas da zona norte do Rio

Operações policiais deixaram ao menos 11 pessoas mortas, incluindo um morador vítima de bala perdida, em favelas da zona norte do Rio de Janeiro no fim de semana, informou a polícia nesta segunda-feira.

Seis pessoas foram mortas em um tiroteio entre policiais e suspeitos traficantes no conjunto de favelas na Maré, e outras cinco morreram durante uma perseguição policial no bairro de Vila da Penha.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, a polícia foi à Maré para tentar prender uma quadrilha que promove arrastões nas linhas Amarela e Vermelha, principais vias expressas da cidade.

Os suspeitos foram surpreendidos pela ação policial quando saíam de um baile funk na manhã de domingo. No tiroteio, um morador da favela acabou morrendo. As outras cinco vítimas tinham ligação com o tráfico de drogas, segundo a polícia.

"Nós aproveitamos que esses bandidos estavam concentrados em um mesmo local para tentar prendê-los, mas houve resistência", disse o secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, no domingo.

Entre os suspeitos mortos está um homem acusado de matar um policial perto da sede da prefeitura este ano e um repórter fotográfico do jornal carioca O Dia.

Na Vila da Penha, cinco suspeitos morreram durante uma perseguição pelo bairro no domingo à noite. Policiais abordaram um grupo de quinze homens que estavam em três carros, dando início a um tiroteio.

Segundo a polícia, cinco suspeitos morreram no confronto, mas os demais conseguiram fugir.

"Nós recebemos uma denúncia de que um bonde de traficantes estava circulando pelo bairro para promover uma ação criminosa. Tentamos parar os carros, mas eles atiraram nos policiais", disse o major Sales, da Polícia Militar.

Fonte: MSN Notícias