TJ julga hoje prefeito acusado de assassinato no Piauí

Eleito em 2003 como prefeito pela primeira vez, Bernardone derrotou nas urnas o filho de Carvalho, Antônio Tomé Soares de Carvalho Neto (PTB)

O prefeito do município de Aroazes (221 km de Teresina), Francisco Bernardone, será julgado hoje pelo assassinato contra o então prefeito da cidade, Manoel Portela. O crime aconteceu em 1996 e a acusação foi feita pelo Ministério Público. O desembargador Sebastião Ribeiro, presidente da Primeira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí, irá comandar o julgamento.

Apesar de ter o foro privilegiado, já que foi reeleito em 2008 como prefeito de Aroazes, o caso de Bernardone tramitou até 2004 na Justiça comum e, por isso, o processo será apreciado no TJ-PI. O procurador Antônio Ivan será o responsável pela acusação. Cícero Branco, acusado de ter executado o crime, está retido no presídio de Pedrinhas, em São Luís-MA.

Eleito em 2003 como prefeito pela primeira vez, Bernardone derrotou nas urnas o filho de Carvalho, Antônio Tomé Soares de Carvalho Neto (PTB), e tomou posse através de um recurso do Superior Tribunal de Justiça (STJ), apesar de ter ficado recolhido em uma cela na capital por cinco meses.

Antônio Almeida- Na terça-feira, 13, o prefeito do município de Antônio Almeida será julgado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PI). Alcebíades Borges do Rêgo e o vice prefeito Antônio César Damasceno, são acusados de captação ilícita de sufrágio e abuso do poder econômico durante o pleito de 2008. O relator do processo é o juiz Kássio Nunes Marques. O candidato que perdeu as eleições municipais, José de Anchieta Pereira dos Santos, foi o autor da ação e tem o parecer favorável do procurador regional eleitoral Marco Aurélio Adão. (S.B.)

Fonte: Sávia Barreto, Jornal Meio Norte