Traficante adota Menino Maluquinho como símbolo e faz estátua cravejada de diamantes e armado

Traficante adota Menino Maluquinho como símbolo e faz estátua cravejada de diamantes e armado

m num perfil no Facebook, divulga seu símbolo — na verdade, a apropriação e deturpação de um personagem infantil de sucesso

O traficante Celso Pinheiro Pimenta deve o apelido Playboy ao gosto pela ostentação. A exibição de carros importados, motos caras e ouro não fica, porém, restrita aos limites dos morros da Pedreira, do Chaves e da Lagartixa, em Costa Barros, onde comanda a venda de drogas. Playboy, um dos criminosos mais procurados do Rio, usa as redes sociais para difundir sua predileção pela cor dourada. Em num perfil no Facebook, divulga seu símbolo ? na verdade, a apropriação e deturpação de um personagem infantil de sucesso: uma estátua do Menino Maluquinho, criação do cartunista Ziraldo, com uma coroa de rei na cabeça e um fuzil de bandido nas costas.

Segundo a polícia, nos morros onde Playboy comanda o tráfico de drogas há desenhos do Menino Maluquinho pelos muros. O traficante gosta tanto do personagem que mandou confeccionar uma estátua dourada dele. O fuzil e a coroa são cravejados de brilhantes. Na legenda da foto no Facebook, o traficante escreveu, tropeçando na ortografia: ?Nem tudo o que relux é ouro?, referindo-se aos adereços do bonequinho.



Em outra postagem mais recente, o traficante mostra um jipe Range Rover importado, avaliado em mais de R$ 200 mil, e motos ? uma delas, da marca BMW, está avaliada em cerca de R$ 80 mil. Numa foto, Playboy aparece ao lado do também traficante Jorge Vieira Araújo, o Bebezão. Na maioria das publicações, o criminoso anuncia a realização de bailes funk na Pedreira e menciona que está de ?plantão? no Morro do Chaves.

Num dos acessos à comunidade que leva o nome do personagem mexicano, a pintura de um Chaves portando um fuzil AK-47 recepciona moradores com um ?Bem-vindo?. Na legenda da imagem no Facebook, o traficante diz: ?Chaves tá pesadão de AK?.

Embora carregue em sua ficha registros de homicídio qualificado, tráfico de drogas e roubo, Playboy posa como religioso. Em diversos posts, o traficante pede paz e proteção a Deus. Publica imagens de santos, Jesus Cristo e ainda cita salmos. Numa das publicações, o bandido diz: ?Se você não tiver fé no Senhor me desculpe, você não é ninguém?.



Bandido levou "cano" do Bonde das Maravilhas

Playboy é apontado como um bandido violento e cruel. Ele já está no comando do tráfico na Pedreira há quatro anos. Na noite do último dia 12, o traficante contratou as funkeiras do Bonde das Maravilhas para se apresentarem no baile da Pedreira. Como as meninas não apareceram, o traficante jogou para o público o valor que pagaria de cachê: R$ 5 mil. Depois, ainda fez um discurso dizendo que era o mínimo que poderia fazer pelos presentes.

O bandido já fez parte da quadrilha de Pedro Dom, e coloca a mão na massa quando necessário: o criminoso gosta de participar de grandes assaltos. Sua origem, inclusive, é nos roubos.

Fonte: Extra