Traficante, dentro da cadeia, posta fotos em sua rede social Facebook

Preso, Anderson da Silva Verdan usa o Facebook

Em seu perfil no Facebook, Anderson da Silva Verdan fala sobre Deus, seus amores, as dificuldades da vida, os companheiros que se foram. Publica fotos com amigos e a mulher. E reclama muito, sempre, da falta de liberdade.Uma lista de postagens comum a milhões de usuários da rede social. Exceto pelo fato de Anderson, conhecido como Bamba ou 2b, traficante do Morro da Pedreira, em Costa Barros, estar atrás das grades do presídio Jonas Lopes de Carvalho (Bangu 4), no Complexo de Gericinó.



O bandido usa o Facebook para se comunicar com o ?mundo lá fora?, como escreve numa das postagens. Apenas 22 dias após sua prisão, em 28 de julho deste ano, o criminoso modificou sua foto do perfil ? agora, é a de um cachorro branco ? e escreveu quatro postagens. Numa delas, diz: ?Só a liberdade mesmo?. Fontes da polícia afirmam que o perfil pertence realmente ao criminoso.

Em uma outra publicação mais recente, feita em 25 de setembro, Bamba, estropiando a ortografia, escreveu: ?A tristeza e o ambiente fechado deixa o 2b e os amigos que estao prezo revoutado?. Nos comentários de sua postagem, ?amigos? pedem a liberdade de Anderson e veneram o traficante.



Um de seus amigos usa uma foto do traficante ao ser preso no seu perfil, e diz: ?liberdade 2b vou toma o Para Pedro pra tu?, referindo-se à favela Para-Pedro, em Colégio, na Zona Norte do Rio.

Preso por policiais da 25ªDP (Engenho Novo) em 6 de julho deste ano, Bamba é acusado de ser um dos responsáveis pela morte da menina Geovanna Barros Firmino, de 1 ano, em janeiro, na Baixada Fluminense. Se condenado, poderá receber uma pena de até 30 anos. Também responde a processos por roubo seguido de morte e roubo.

Bamba mostra nas postagens no Facebook um lado religioso. Pede a Deus que ilumine seu ?eterno parceiro?, quem ele chama de Totinha Xacal, e presta homenagens ao amigo, tropeçando na língua: ?Com muita saudade eu mando sem gracinha ta fazendo muita falta meu mano totinha ele era puro tranquilão ainda mi lembro dos nossos momentos bom?.

Segundo policiais, a trajetória relatada pelas postagens do perfil reproduzem exatamente os passos do bandido antes de ser preso.



Fonte: Extra