Traficante do Alemão é preso escondido na casa de policial militar

Traficante do Alemão é preso escondido na casa de policial militar

O criminoso é irmão de Emerson Ventapane da Silva, o Mão, que na semana passada já havia sido preso.

Agentes da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) do Rio de Janeiro prenderam na segunda-feira mais um foragido da quadrilha que controlava os complexos do Alemão e da Penha, na zona norte da cidade. Edson Ventapane da Silva, o Mãozinha, estava escondido na casa de um policial militar, que seria seu primo. O parente do acusado é lotado no gabinete do Comandante Geral da corporação, coronel Mario Sérgio Duarte.

O criminoso é irmão de Emerson Ventapane da Silva, o Mão, que na semana passada já havia sido preso por agentes da 21ª DP (Bonsucesso). Segundo a polícia, a dupla integrava um dos grupos de assaltantes de carros e cargas mais violentos do Rio. Eles são suspeitos de participar de dezenas de assassinatos de policiais.

Um casaco da Polícia Militar foi apreendido com Mãozinha, contra quem já havia um mandado de prisão expedido pela Justiça. O bandido será apresentado a partir das 10h desta terça-feira, na sede da DRF, em Pilares.

Violência no Rio

O Complexo do Alemão está ocupado pelas forças de segurança desde o dia 28 de novembro. A tomada do local aconteceu praticamente sem resistência numa ação conjunta da Polícia Militar, Civil, Federal e Forças Armadas. A polícia investiga uma possível fuga de traficantes pela tubulação de esgoto do Alemão antes dos policiais subirem o morro. Na quinta, 25 de novembro, a polícia assumiu o comando da Vila Cruzeiro, na Penha. Ambos dominados, até então, pela facção criminosa Comando Vermelho. As ações foram uma resposta do Estado a uma série de ataques, que começou na tarde do dia 21 de novembro. Em uma semana, pelo menos 39 pessoas morreram e mais de 180 veículos foram incendiados por criminosos nas ruas do Rio de Janeiro.

Fonte: Terra