Traficante Fernandinho Beira-Mar é transferido para presídio no Paraná

Traficante Fernandinho Beira-Mar é transferido para presídio no Paraná

Criminoso estava preso em penitenciária de Campo Grande

O narcotraficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que estava preso no presídio federal de Campo Grande foi transferido na manhã deste sábado (18) para a penitenciária federal de Catanduvas (PR).

Beira-Mar saiu escoltado por agentes penitenciários federais em um comboio para a Base Aérea de Campo Grande. Lá, ele embarcou em uma aeronave da Força Aérea Brasileira, com destino a Catanduvas.

Não há detalhes sobre o que motivou a transferência de Beira-Mar.

Cartas do crime

No começo desta semana, o R7 revelou que a polícia do Rio de Janeiro investiga o conteúdo de uma carta que teria sido enviada por Beira-Mar a aliados cariocas. No bilhete, segundo policiais, o bandido revela que enviava cocaína para a Europa e que tinha planos de abrir pelo menos três empresas no Rio de Janeiro.

Segundo policiais, na carta, apreendida no início deste semestre, há informações de que a quadrilha trazia do exterior mensalmente cerca de 450 kg de cocaína, dos quais 300 kg seriam enviados para a Europa e os outros 150 kg abasteceriam o mercado do Rio de Janeiro. No mesmo bilhete, é mencionado que o grupo de Beira-Mar seria responsável pelo envio, por mês, de cerca de cinco toneladas de maconha para o Rio de Janeiro, sendo que o lucro seria dividido meio a meio com um suposto sócio.

De acordo com um agente, a carta ainda traz comentários sobre homicídios de supostos informantes da polícia e de cobranças de dívidas. Em outro trecho, o bandido cita que, se os endividados não queriam lhe pagar em dinheiro, tinham que entrar como sócios em pelo menos três empresas que ele pretendia abrir no Estado.

Fonte: R7, www.r7.com