Traficante preso acusado até de homicídio exibia joias caras e ia a bailes funk com fuzis

Traficante preso acusado até de homicídio exibia joias caras e ia a bailes funk com fuzis

Segundo polícia, ele e comparsa estavam na cidade Guarulhos

O traficante Luis Fernando Nascimento Ferreira, conhecido como Nando Bacalhau, chefe do tráfico no morro do Chapadão, em Costa Barros, zona norte,chegou ao Rio de Janeiro pouco antes das 18h desta segunda-feira (1º). Um dos traficantes mais procurados do Rio foi encontrado por agentes da Delegacia da Pavuna (39ª DP) e homens do Bope (Batalhão de Operações Especiais) em um apartamento em Guarulhos, no Estado de São Paulo.

Nando Bacalhau será apresentado na unidade policial no início da noite. Para chegar a tempo da apresentação, um helicóptero foi enviado para São Paulo para trazer o preso ao Rio.

Segundo a polícia, Nando Bacalhau estava com seu braço direito, o traficante Saulo Cristiano de Oliveira Dias, que também foi preso. Eles estavam desarmados e não reagiram. No imóvel, os policiais não encontraram drogas. De acordo com as investigações, o criminoso estava em São Paulo há pouco tempo, com o objetivo de se esconder, devido às operações policiais no morro do Chapadão.

Por causa da implantação das UPPs (Unidades de Polícia Pacificadora) em áreas das zonas sul, norte e centro do Rio, muitos criminosos procuraram abrigo em favelas de bairros do subúrbio, como Costa Barros, onde fica o morro do Chapadão. A região passou a concentrar as ocorrências dos principais crimes e passou a ser conhecida como a nova "Faixa de Gaza" do Rio.


Traficante preso exibia joias e ia a bailes funk

Traficante preso exibia joias e ia a bailes funk

De acordo com estimativas da Delegacia da Pavuna (39ª DP), o morro do Chapadão movimenta cerca de R$ 2 milhões por mês com a venda de drogas. O R7 também revelou que os traficantes locais, sob o mando de Nando Bacalhau, montaram um esquema de lavagem de dinheiro com legalização e revenda de carros roubados, conforme revela inquérito da 39ª DP.

Segundo as investigações, representantes do tráfico vão a leilões de carros feitos pelo Detran (Departamento de Trânsito) e arrematam carros destruídos, que tiveram perda total. Os traficantes roubam carros dos mesmos modelos e montam os veículos roubados sobre o chassis do carro comprado em leilão, em situação regular, e adquiridos a preços baixos.

A investigação revela que os carros ?esquentados? são vendidos em agências e usados na troca por armas e drogas. Os modelos preferidos são os importados, que podem ser vendidos por mais de R$ 30 mil.

Nando Bacalhau costumava promover bailes funk nos fins de semana no Chapadão, regados a muita droga, uísque e energético. Com aparelho nos dentes, o traficante tem ?cara de playboy?, como dizem os policiais. Nando tem a fama de ser muito violento e matador de policiais. Este ano, no entorno do Chapadão, pelo menos dez carros da PM já foram alvejados por tiros, simplesmente por circular pela região.

Fonte: R7, www.r7.com