Traficantes estariam punindo todos suspeitos que participaram de linchamento de mulher no Guarujá

Traficantes estariam punindo todos suspeitos que participaram de linchamento de mulher no Guarujá

Veja as últimas imagens da dona de casa antes do espancamento

Traficantes que agem na região da comunidade onde morava a dona de casa Fabiane Maria de Jesus, de 33 anos, que morreu após ser espancada, estariam punindo suspeitos de terem participado do crime. O delegado Luis Ricardo de Lara Dias, que está à frente das investigações, não confirma esta informação.

? Dentro do inquérito não há evidências de que efetivamente alguns os suspeitos tenham sido sequestrados.

No sábado (3), a dona de casa foi espancada por mais de 100 pessoas na comunidade Morrinhos 1, no Guarujá, litoral de São Paulo. Ela morreu no Hospital Santo Amaro dois dias depois das agressões.

Dos cinco suspeitos identificados através das imagens do linchamento, quatro foram presos. O quinto suspeito, que ainda está foragido, é Abel Vieira Batalha Júnior, de 18 anos, que teve a sua prisão temporária decretada. Ele também é morador da comunidade.

Segundo o delegado, os suspeitos presos devem ser indiciados por homicídio qualificado. A pena pode chegar a 30 anos de prisão.

Últimas imagens

Na véspera de sua morte, Fabiane foi a uma floricultura. A passagem dela foi registrada por câmeras de segurança. Nas imagens, é possível ver a dona de casa chegando de bicicleta ao local. Ela começa a olhar as flores, caminha pelo estabelecimento e, por fim, pede um cartão da loja.

A vendedora da loja confirma que a dona de casa estava bem. Durante a visita, elas conversaram bastante e Fabiane chegou a relatar dois abortos de sofreu. Ela ainda disse que as flores lembravam seus filhos.

Fonte: r7