Jovem "especial" é executado por engano na z. Sul de THE

O pai do rapaz, irmão do comerciante, pede justiça

Na última terça-feira, às 21h, foi executado Janduíla Rodrigues de Sousa, 19 anos. Ele frequentava a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) por ser "especial" desde bebê. No instante do ocorrido, ele estava com amigos na praça vereador Tarso Carvalho, zona Sul de Teresina, próximo ao Centro de Aperfeiçoamento de Praças (CFAP), da Polícia Militar.

A vítima, que era sobrinho do comerciante Ibernon Bandeiras, assassinado no bairro Ilhotas em agosto de 2012, foi confundida com outra pessoa que estava marcada para morrer. Os assassinos fugiram em uma moto.

Ainda levado para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT), Janduíla não resistiu aos ferimentos. Os pais estão inconformados com tamanha crueldade.

O pai do rapaz, irmão do comerciante, pede justiça. ?Os caras da moto chegaram para atirar e meu filho, inocente, ficou sentado, foi quando eles mataram meu filhinho. Eu já pedi ajuda ao governo. Eles mataram não foi um bandido, e sim, um inocente?.

Fonte: Denison Duarte