PM já tem pistas do assassino de travesti em Teresina;saiba

"Posteriormente vamos divulgar esse perfil para que todos o conheçam", disse ela

A representante da Coordenação de Combate a Crimes Homofóbicos, conhecida por Josiane, deu um depoimento ao programa Agora, da Rede Meio Norte, sobre execução do travesti Makely Castro encontrado morto no Parque Industrial, na zona Sul de Teresina, nesta sexta-feira, 18.

Ela afirma que todo o movimento LGBT está de luto por mais um crime homofóbico. Josiane assegura ainda que a polícia já dispõe de informações que podem resultar na prisão do acusado assassinato. Outro depoimento dela aponta que há um grupo de exterminadores contra travestis.

?Nós queremos que essa luta venha ser fortalecida a cada dia e que o respeito e a garantia desses direitos sejam efetivados. Nós queremos respeito e dignidade! Vamos lutar em prol da cidadania e nos nossos direitos. Nós já temos pistas de quem é a pessoa que cometeu esse crime, mas não podemos dar informações para não atrapalhar as investigações. A gente não pode estar identificando o perfil para colaborar com a polícia. A gente pede um apoio para fazer esse trabalho de divulgação quando for revelado o autor. Vamos divulgar esse perfil para que todos o conheçam.?

?Todo o movimento LGBT está de luto. É mais uma vida ceifada, sabendo que o Piauí está tendo vários retrocessos. Essas mortes vêm acontecendo em grande quantidade. É preciso que a garantia dos nossos direitos sejam efetivados. A gente vai estar em busca dos nossos direitos e de todos do grupo?, encerra.



FOTO: EFRÉM RIBEIRO

Fonte: Denison Duarte