Travestis são detidos por roubar motorista e jogar pedras no carro

Os travestis teriam quebrado os vidros do carro da vítima

Dois travestis foram detidos na noite desta segunda-feira acusados de roubar um radialista na avenida Lineu de Paula Machado, no Morumbi, zona sul de São Paulo. Segundo informações da Polícia Civil, os travestis jogaram pedras no para-brisa e no vidro lateral do carro para roubar o homem. No momento da abordagem, uma patrulha da Polícia Militar passava pelo local e abordou os envolvidos.


Travestis são detidos por roubar motorista na zona sul de São Paulo

Aos PMs, os travestis alegaram que o motorista não quis pagar um programa, fato desmentido pela vítima. Com os suspeitos, a polícia encontrou a carteira, o celular e a chave do carro do radialista. Todos foram encaminhados para o 89º DP, no Portal do Morumbi.

Na delegacia, os detidos informaram ter 16 e 17 anos. Os policiais checaram a identidade de ambos e providenciaram a transferência dos adolescentes para uma unidade da Fundação Casa. De acordo com a equipe de plantão do 39º DP, o caso agora será encaminhado para o 34º DP, da Vila Sônia, onde será investigado.

Caso envolvendo jornalista

A polícia vai investigar se os jovens são responsáveis por outros assaltos na região. No dia 22 de agosto, o jornalista Carlos Nascimento foi vítima de roubo na mesma rua. Em uma entrevista à rádio Jovem Pan, o âncora do SBT disse que, ao parar no trânsito, foi surpreendido por um dos travestis, que invadiu o veículo se aproveitando da porta destravada.

Segundo o jornalista, o travesti ofereceu um programa e ficou agressivo, principalmente quando Nascimento pediu para ele sair do carro. Ele, porém, continuou no automóvel e se jogou sobre a direção quando ele tentou acelerar. "Ele tinha uma espécie de punhal, uma faca ou um estilete, ele tirou um objeto e veio para cima de mim. Dei um soco nele e ele recuou. De repente, abriram outras portas do carro e subiram outros dois, também armados e levaram minha bolsa", contou o apresentador, que conseguiu recuperar seus pertences e saiu de arrancada. "Fiquei surpreso e indignado. Aquele é um lugar público pelo qual percebi que não posso mais passar", lamentou.

Fonte: Terra