Treinador do Caiçara, de Campo Maior, é assassinado no RJ

Treinador do Caiçara, de Campo Maior, é assassinado no RJ

O treinador foi morto por um homem quando comprava pães em uma padaria, próximo de sua casa.

Os torcedores, jogadores e a diretora da equipe do Caiçara, da cidade de Campo Maior, estão de luto e revoltados com o assassinato do ex-treinador Rozan Souza, ocorrido na cidade do Rio de Janeiro, na quinta-feira passada, 19/07. Ele foi morto por um homem quando comprava pães em uma padaria, próximo de sua casa, no bairro de Botafogo. A informação foi passada pela diretoria do Caiçara na manhã desse sábado, 21.

O treinado passou três meses treinando o Caiçara, até ser eliminado por ser o laterna do campeonato Piauiense. Apesar do pouco tempo, Rozan conquistou a amizade da maioria dos jogadores e admiração dos torcedores.

Antes de treinar o Caiçara, Rozano também treinou o clube do Serra Futebol Clube, do Estado do Espírito Santo, de onde pediu demissão. O motivo do pedido de desligamento por parte de Rosan, teria sido por uma discussão com o preparador físico Zinho. O profissional não teria gostado da atitude do preparador e da diretoria, e pediu demissão do time.

Rozan estava se preparando para viajar para China, onde iria treinar um time da segunda divisão do futebol asiático.

Fonte: portalcampomaior.com.br