Três detentos mortos em 2 dias em São Luís

O preso Reginaldo Silva matou o colega de cela Antônio da Silva com várias pauladas

Tr?s presos de Justi?a sob cust?dia da Secretaria de Seguran?a Cidad? (Sesec) morreram em dois dias no Maranh?o. Os casos foram registrados em S?o Lu?s, Pedreiras e Olho d??gua das Cunh?s.

Em S?o Lu?s, no Centro de Triagem de Presos, no 12? DP, em Pedrinhas, foi encontrado enforcado o detento Marlon Silva Martins, de 21 anos. No pres?dio de Pedreiras, o preso Reginaldo Silva de Sousa, o Paj?,da matou a pauladas o tamb?m detento Ant?nio da Silva Miran, o ?ndio, com quem dividia uma cela.

Autuado pelo crime, Paj? alegou que chegou e encontrou ?ndio mexendo em suas coisas. Ele, ent?o, pegou uma perna de cadeira e aplicou algumas pauladas no companheiro de cela, que morreu em decorr?ncia dos golpes.

Na delegacia de Olho d??gua das Cunhas, o Valdir Pereira da Concei??o Silva, o Lour?o, morreu devido a uma depress?o profunda, conforme foi informado.

Ele estava preso desde dia 5 de abril deste ano sob acusa??o de estupro, tendo como v?timas sua filha de 14 anos e sua esposa. O fato teria ocorrido no povoado Piabanha, naquele munic?pio.

Valdir Pereira, que tinha 32 anos, ficou com depress?o desde a pris?o. Ele chegou a ser levado para um hospital de Bacabal, mas n?o foi atendido e retornou para a pris?o em Olho d??gua.

H? alguns dias, o acusado insistia em ficar sem se alimentar. Na noite de ter?a-feira, ap?s sentir-se mal, ele foi levado ao hospital Ant?nio Tomaz, mesmo contra sua vontade. O seu estado de sa?de agravou-se e ele morreu por volta das 21h.

Fonte: Imirante