Trio que clonava cartões gastou mais de R$ 25 mil das vítimas

Além dos produtos, os policiais pegaram o três aparelhos “chupa-cabra” do grupo

O trio de criminosos que clonava cartões na região de Jacarepaguá, preso no sábado, não tinha pudor algum ao usar o dinheiro das vítimas. Em menos de um dia, eles gastaram mais de R$ 25 mil em compras, da tarde da última sexta-feira até horas antes de a polícia chegar.

Jucele Ferreira Mendes, de 29 anos, seu companheiro, Antonio Aldeci Vieira Alves, de 37, e Genival Barbosa de Lima, de 30, amigo do casal, foram presos por policiais da 41ª DP (Tanque). Eles captavam os dados originais da tarja magnética dos cartões das vítimas com o equipamento conhecido como chupa-cabra. Depois, os criminosos inseriam essas informações num cartão falso, com o próprio nome deles impresso.

A equipe comandada por Renato Conti, responsável pela investigação, conseguiu apreender com o trio joias, perfumes, tênis, roupas de marca, relógios e celulares, entre tantos outros produtos, que, juntos, chegavam a quase R$ 30 mil.

Além dos produtos, os policiais pegaram o três aparelhos ?chupa-cabra? do grupo, dois maiores, que eram utilizados em caixas de banco, e um pequeno, que cabia na palma da mão, colocado em máquinas de cartão de crédito e débito em lojas.

? A vítima entregava o cartão para ser utilizado numa determinada máquina, passava o cartão e esse equipamento, que é muito pequeno, copiava as informações ? explica Conti.

De acordo com o investigador, os funcionários desses estabelecimentos comerciais que facilitavam a ação dos criminosos também estão sendo investigados.

? A gente desenvolve essa investigação há três meses, e vamos continuar investigando. Outras prisões ocorrerão certamente. Esses três são apenas um braço dessa organização criminosa ? garante Conti.


Trio que clonava cartões gastou mais de R$ 25 mil das vítimas em menos de um dia

Trio que clonava cartões gastou mais de R$ 25 mil das vítimas em menos de um dia

Trio que clonava cartões gastou mais de R$ 25 mil das vítimas em menos de um dia

Trio que clonava cartões gastou mais de R$ 25 mil das vítimas em menos de um dia

Fonte: Extra