Trio que matou atriz Cecília Bizzotto é condenado a 85 anos de prisão

Acusados não poderão recorrer em liberdade

Os três homens responsáveis pela morte da atriz Cecília Bizzotto foram condenados a 85 anos de prisão em júri popular. A decisão foi divulgada nesta quarta-feira (17).

Glaisson Martins Horácio, que confessou ser o autor do tiro, pegou 33 anos e sete meses de reclusão. Luiz Henrique da Silva Paulo, que também invadiu a casa da vítima em outubro de 2012, foi condenado a 24 anos. Cleber Eduardo da Silva, apontado como o comparsa que deu cobertura para a fuga e negava o crime, foi condenado a 28 anos e nove meses de reclusão.

O juiz Luís Fernando Nigro Corrêa, da 11ª Vara Criminal do Fórum Lafayette, negou o direito dos réus recorrerem em liberdade considerado a periculosidade dos réus e a frieza e a crueldade demonstradas no crime.

? Entendo necessária a manutenção das prisões cautelares, para garantia da ordem pública e para se evitar a prática de nova infração penal.

O crime

A atriz, de 32 anos, foi morta na madrugada de 7 de outubro dentro de casa. Três homens invadiram o local e renderam o irmão e a cunhada de Cecília. Enquanto procuravam por objetos de valor, perceberam que havia um cômodo anexo.

Um dos bandidos teria surpreendido a atriz mexendo no celular, provavelmente tentando acionar a polícia. Ela foi agredida com uma coronha e morta com um tiro no peito. Os bandidos fugiram com celulares e a chave de um dos carros da família. Ciça deixou um filho de 12 anos.



Fonte: r7