Turista é morto a facadas ao não pagar diferença de R$ 7 em conta, diz polícia

Jovem se recusou a pagar diferença e foi espancado por garçons e gerente

Um jovem de 22 anos, morador de Campinas, no interior de São Paulo, foi assassinado na noite da última segunda-feira (31), em um restaurante em Guarujá, no litoral do estado, devido a uma discussão por causa do preço da comida. Ele foi agredido pelos garçons e o gerente do estabelecimento, em seguida, foi esfaqueado pelo dono do comércio. Todos os envolvidos fugiram.

Segundo a polícia, a vítima foi jantar em um restaurante, que fica no bairro Enseada, por volta das 19h30. Ele estava acompanhado de três amigos e a namorada. A confusão começou quando ele foi pagar a conta. Segundo a polícia, o jovem se recusou a pagar o valor de R$ 19,99, alegando que o valor divulgado era de R$ 12,99.

A atendente do caixa chamou o gerente do restaurante e eles começaram a discutir. Em seguida, o dono do estabelecimento, que é o pai do gerente, disse que aceitava o valor de R$ 12,99. Porém, ainda segundo a polícia, o gerente passou a ameaçar o jovem, dizendo que ele o aguardaria do lado de fora para brigar.

Para evitar a confusão, o turista não saiu de dentro do restaurante e chamou a Polícia Militar. Neste momento, o gerente do estabelecimento e outros três garçons começaram a agredir o rapaz com vários socos. De acordo com a polícia, ao ver a briga, o dono do restaurante foi até a cozinha pegar uma faca e golpeou o turista com três facadas nas costas.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi solicitado para o resgate, porém, a vítima morreu no local. Os acusados fugiram e não foram presos até o momento.

Fonte: G1