Usuária de cocaína tenta matar seus filhos

Acusada morava na Favela da Palmirinha, em Votorantim, com os meninos e foi detida em flagrante

?Os vizinhos me contaram que ela usou muita cocaína e que deu loucura nela?, explica uma dona de casa de 28 anos ao se referir à mãe, a ajudante Maria Aparecida Firmino, 46 anos, que foi detida em flagrante após tentar matar os dois filhos pequenos, de 7 e 11 anos, queimados, na noite de anteontem. A família vivia na Favela da Palmirinha, no bairro Itapeva, em Votorantim.

Pouco antes das 22h, Maria Aparecida pegou um isqueiro e um pedaço de papel, colocou fogo na cama do filho de 11 anos. Depois disso, agarrou o menino de 7 e deitou na cama segurando ambos, à espera de que as chamas os atingissem.

Os vizinhos notaram o fogo e invadiram o local. A ajudante entrou em luta com alguns deles na tentativa de evitar o salvamento das crianças. ?Me chamaram, pois moro perto e quando lá cheguei os vizinhos já tinham apagado o fogo?, diz a dona de casa.

A Polícia Militar foi acionada e deteve a acusada em flagrante. Ela confessou o crime. ?Fiquei perplexa em saber que minha mãe usa cocaína. Sei que ela sempre bebeu, mas da droga eu não sabia?, conta a filha de Maria Aparecida, acrescentando que não frequenta a casa da mãe. ?Não nos damos bem.?

O caso foi registrado na Delegacia Central, onde o Conselho Tutelar ficou responsáveis pelas crianças que foram entregues à irmã logo depois. ?Sei que eles ficarão comigo por um tempo, depois não sei?, diz. Os meninos são filhos de pais diferentes, ambos usuários de drogas.

Fonte: Terra