Veículos queimados chegam a 32 com 4 ataques na madrugada

Entre a noite de quarta e quinta (25), criminosos incendiaram nove veículos.

O Rio de Janeiro teve mais uma madrugada violenta nesta quinta (25). Pelo menos quatro ações criminosas assustaram moradores em diferentes pontos do estado e deixaram uma pessoa ferida. Segundo a Polícia Militar, os ataques foram registrados na Penha, no subúrbio; em Mesquita, na Baixada Fluminense; em Laranjeiras, Zona Sul; e na Barra da Tijuca, Zona Oeste.

Por causa dos ataques, várias ruas da cidade ficaram vazias e parte do comércio não abriu as portas. A Polícia Militar reforçou a segurança. Desde terça (23), mais de 30 veículos foram incendiados, sendo 19 carros, dez ônibus, duas vans e um caminhão.

Motorista de ônibus baleado

Um motorista de ônibus foi baleado no início da madrugada, na Penha, subúrbio do Rio. De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, a vítima foi rendida no bairro Cidade Alta, perto da Penha, e o coletivo teria saído de sua rota, sendo levado até a Avenida Brasil, onde foi incendiado. Os policiais encontraram o motorista baleado quando chegaram ao local do crime.

A polícia ainda investiga como o motorista foi ferido. De acordo com a Coordenadoria de Vias Especiais (CVE), o ataque foi na pista lateral da Avenida Brasil, no sentido Zona Oeste. A vítima foi encaminhada ao Hospital Getúlio Vargas, também na Penha. Ainda não há informações sobre o seu estado de saúde.

Carros incendiados na Barra e Zona Sul

Um carro foi incendiado por volta de 1h42, na Avenida Ayrton Senna, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste. Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas já foram controladas. Apesar do incêndio, o trânsito seguiu normalmente. Ninguém ficou ferido. Ainda na Zona Oeste, quatro suspeitos foram detidos com garrafas pet e isqueiros, na Cidade de Deus. O caso foi registrado na 32ª DP (Taquara).

Em Laranjeiras, na Zona Sul da cidade, criminosos atearam fogo num automóvel, na Rua Jornalista Orlando Dantas. Bombeiros do quartel do Humaitá foram acionados para o local. De acordo com a corporação, as chamas já foram controladas. A polícia reforçou a segurança na região. Também não houve registro de feridos.

Ainda em Laranjeiras, um suspeito foi detido com uma garrafa de coquetel molotov, na Rua das Laranjeiras. De acordo com a Polícia Militar, o material inflamável foi encontrado dentro da mochila do suspeito. Ele foi levado para a 5ª DP (Gomes Freire), onde o caso foi registrado.

Também na Zona Sul, dois homens foram presos suspeitos de atear fogo num carro em Botafogo.

PM evita ataques

Policiais militares conseguiram impedir que um ônibus fosse incendiado na madrugada desta quinta-feira (25) na Avenida Brasil, na altura de Bonsucesso, no subúrbio do Rio. Os suspeitos foram flagrados pelos PMs no momento em que se preparavam para atear fogo no veículo. Houve troca de tiros, mas não há informações de feridos.

Mais cedo, no início da noite de quarta-feira (24), PMs prenderam um homem com uma garrafa de gasolina na Rua Haddock Lobo, também na Tijuca. Segundo os policiais do 6º BPM (Tijuca), o homem foi levado para a 19ª DP (Tijuca), onde teria confessado que usaria o combustível para incendiar veículos a pedido dos traficantes do conjunto de favelas do Alemão, no subúrbio.

Mesquita e São Cristóvão

Mais cedo, um ônibus foi incendiado na Avenida Presidente Costa e Silva, em Edson Passos, em Mesquita, na Baixada Fluminense. Segundo os bombeiros, os quartéis de Nova Iguaçu e Nilópolis foram acionados para o local. Este foi o segundo ônibus queimado por traficantes na cidade. O outro incêndio aconteceu por volta das 19h, nas proximidades da estação de trem Presidente Juscelino. Ninguém ficou ferido.

Policiais militares do Batalhão de Choque (BPChoque) detiveram, no fim da noite desta quarta-feira (24), quatro suspeitos com cerca de dez litros de combustível, num dos acessos ao Morro dos Macacos, em Vila Isabel, na Zona Norte. A PM acredita que os suspeitos estariam cumprindo ordens de um traficante que estaria escondido na Rocinha, na Zona Sul.

Em São Cristovão, na Zona Norte, policiais do Esquadrão Antibombas explodiram uma mala que foi encontrada em São Cristóvão, na Zona Norte do Rio. Segundo a Polícia Militar, não havia nada no objeto suspeito. A mala foi abandonada por volta das 20h30, na Rua São Cristóvão, próximo a 17ª DP (São Cristóvão). De acordo com as primeiras informações da polícia, o objeto teria sido deixado por dois motoqueiros. Um trecho da rua foi interditada por medida de segurança.

A Polícia Militar informou que 23 pessoas morreram em três dias (segunda, terça e quarta) de ataques criminosos na Região Metropolitana do Rio. O balanço foi divulgado na noite desta quarta-feira (24) no site da corporação, mas não especifica o número de criminosos e inocentes. Só nesta quarta, segundo a PM, foram 15 mortos, 31 presos, 2 policiais feridos, além de várias armas e drogas apreendidas.

23 mortos em três dias

A Polícia Militar informou que 23 pessoas morreram em três dias (segunda, terça e quarta) de ataques criminosos na Região Metropolitana do Rio. O balanço foi divulgado na noite desta quarta-feira (24) no site da corporação, mas não especifica o número de criminosos e inocentes. Só nesta quarta, segundo a PM, foram 15 mortos, 31 presos, 2 policiais feridos, além de várias armas e drogas apreendidas.

Na tentativa de conter os ataques, pelo menos 20 veículos do tipo blazers, com policiais armados de fuzis, saíram em comboio do quartel-general da PM, no Centro do Rio, no fim da noite de quarta-feira (24). Não foi informado o destino das equipes, mas segundo um oficial, a orientação era para reforçar o patrulhamento nas vias expressas, como Linhas Amarela e Vermelha e Avenida Brasil, além das áreas consideradas críticas.

Presos são transferidos para o Paraná

Alguns presos que cumpriam pena no Rio de Janeiro foram transferidos na noite desta quarta-feira (24) para o Paraná. O avião da Polícia Federal que levou os detentos pousou no início da madrugada de quinta em Cascavel. Eles serão levados para o presídio federal de segurança máxima de Catanduvas, que fica a 60 km de Cascavel.

Segundo o secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, esses detentos seriam chefes de facções criminosas importantes e precisavam ser afastados do Rio. Eles podem estar envolvidos nos ataques registrados desde domingo (21). Há informações já presos em Catanduvas, podem ser transferidos para Porto Velho, em Rondônia. O Ministério da Justiça, no entanto, não confirma.

Ainda na quarta-feira, o governador Sérgio Cabral Filho, pediu apoio à Marinha para conter a onda de violência no estado.

Mais veículos incendiados na noite de terça-feira (24)

Na noite de terça-feira (24), um carro foi incendiado por criminosos perto da favela Vila Ipiranga, no município de Niterói, na Região Metropolitana. As informações foram confirmadas pelo 12º BPM (Niterói). De acordo com a polícia, ninguém ficou ferido.

Na Favela do Jacarezinho, no subúrbio, um outro carro também foi incendiado na esquina da Avenida Dom Hélder Câmara com a Avenida dos Democráticos. As informações foram confirmadas pelo tenente-coronel Gláucio Moreira, comandante do 22º BPM (Benfica). Segundo ele, PMs foram recebidos a tiros por traficantes num dos acessos à comunidade. Ninguém ficou ferido.

Também no subúrbio, policiais conseguiram evitar um novo ataque a ônibus. Segundo a PM, um grupo de criminosos jogou gasolina num ônibus vazio, nas proximidades da Avenida Brasil e da Favela Nova Holanda, em Bonsucesso. O comandante do 22º BPM (Maré), Gláucio Moreira, informou que quando os criminosos se preparavam para atear fogo no coletivo, a PM chegou, e assustados, os traficantes fugiram para a favela. Ninguém foi preso.

Mais cedo, traficantes atearam fogo em mais um carro no acesso ao Túnel Noel Rosa, na Zona Norte da cidade. Segundo o comandante do 3º BPM (Méier), tenente-coronel Ricardo Arlem, os criminosos pararam um Honda Civic prata, ordenaram que os ocupantes saíssem, e em seguida incendiaram o veículo. O comandante informou que ninguém ficou ferido na ação.

Também na Zona Norte do Rio, na Tijuca, um Corsa foi incendiado na Rua Félix da Cunha. Bombeiros do quartel do bairro estão no local para controlar as chamas e confirmaram que não houve feridos.

Ainda na noite desta quarta, uma van foi incendiada em Del Castilho, no subúrbio. Mais cedo, um ônibus e uma van também pegaram fogo, em Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade. Uma passageira sofreu queimaduras durante o ataque.

Suspeitos de incendiarem veículos em Cabo Frio

A Polícia Militar informou que dois homens foram presos por suspeita de incendiar veículos nesta quarta, em Cabo Frio, na Região dos Lagos. Segundo o comandante do 25º BPM (Cabo Frio), tenente-coronel Hugo Freire, no momento da prisão eles estavam em um carro que também teria sido roubado nesta quarta.

Ainda de acordo com o comandante, a dupla confessou que recebeu do chefe do tráfico na comunidade do Lixo, em Cabo Frio, a ordem para atear fogo nos veículos. Segundo Freire, um dos criminosos seria da favela Barreira do Vasco, em São Cristóvão, na Zona Norte.

Fonte: g1, www.g1.com.br