Veja como camarote ficou após desabar em micareta

O desabamento aconteceu no que ficava ao lado da concentração dos trios

Imagens registradas logo após o desabamento de parte de um camarote durante um show do Chiclete com Banana em São José dos Campos, a 97 km de São Paulo, na madrugada do domingo (22), mostram como ficou o local do acidente e também o resgate dos feridos. Mais de 50 pessoas tiveram ferimentos no desabamento. Cinco delas permaneciam internadas na manhã desta segunda-feira (23).

Quatro feridos continuam internados em São José dos Campos, passam bem e não correm perigo. A vitima mais grave, que teve uma lesão na coluna, foi transferida para o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, e deve passar por uma cirurgia ainda nesta segunda.

O show que estava previsto para a noite de domingo (22) acabou cancelado. O público foi avisado uma hora antes da abertura dos portões. ?A atitude foi correta, mas tinham que comunicar pela manhã, logo cedo. A gente gastou dinheiro com táxi para chegar aqui no evento e nada aconteceu?, disse o técnico de tubulação Carlos Eduardo Reis.

O circuito da micareta tinha camarotes numerados e outros três VIP. O desabamento aconteceu no que ficava ao lado da concentração dos trios. A parte que cedeu era pequena, tinha apenas sete metros quadrados, mas o camarote estava lotado.

As vítimas foram socorridas por ambulâncias e bombeiros. A maior parte dos feridos foi atendida em hospitais públicos da cidade. Quem foi liberado cedo ainda não entendia o que ocorreu. ?Caiu tudo do nada, ninguém viu de onde veio nada?, disse um dos feridos. ?Simplesmente soltou, caiu de lado, e veio todo mundo ao chão?, contou outra vítima.

Oito pessoas da família do vendedor Gabriel Meirelles ficaram feridas. ?Minha filha não machucou porque ela ficou pendurada e tiraram ela de lá. Mas tinha bastante gente, amigos, primos, irmãos, todos passando por avaliação médica?, contou.

Foi preciso montar um plano de emergência para o atendimento das vítimas durante a madrugada. ?A gente tem um plano que é um plano de catástrofe, a gente amplia a estrutura do pronto-socorro para conseguir atender todo mundo?, explicou o diretor técnico de emergência Danilo Stanzani.

Das quatro mil pessoas que estavam no show, 300 estavam no camarote que desabou. A polícia vai investigar as causas do acidente. ?Acionamos a perícia, só que é um procedimento mais demorado. Precisa ver a questão do material, a questão da quantidade de pessoas que o local poderia suportar por metro quadrado?, disse o delegado Paulo Sérgio Barbosa.

A MKR Eventos, que organizou a festa, afirmou que seguiu todas as normas de segurança. O laudo da polícia com as causas do acidente deve sair em 15 dias.



Fonte: g1, www.g1.com.br