Verdadeira "Irmã Zuleide" estaria sofrendo bullying  e passando por tratamento psiquiátrico

Verdadeira "Irmã Zuleide" estaria sofrendo bullying e passando por tratamento psiquiátrico

A professora depois da divulgação sem permissão de sua fotografia ela estava sofrendo com problemas psiquiátricos e psicológicos

A dona da imagem que inspirou a criação do perfil "Irmã Zuleide", fenômeno nas redes sociais com mais de 2,1 milhões de seguidores, estaria, segundo a polícia, sofrendo bullying e passando por tratamento psiquiátrico. Álvaro Oliveira Rodrigues, de 20 anos, conhecido nas redes sociais como "Irmã Zuleide", foi preso enquanto discotecava em uma boate em Santos, no litoral de São Paulo. Segundo a polícia, uma professora de Campinas, que teve sua foto veiculada em perfis na Internet, foi a responsável pela denúncia que obrigou o DJ a prestar esclarecimentos. Ele responderá por constrangimento, injúria e difamação.

A delegada do 1º DP de Santos, Edna Pacheco Fernandez Garcia, é responsável pela detenção do DJ, que foi liberado depois de assinar um termo circunstanciado. De acordo com Edna, a professora de Campinas , que teve a foto divulgada no perfil, está sofrendo consequências desde a criação da página. ?Ela não podia fazer mais nada na cidade onde mora, e ela é professora da educação infantil. Isso estava prejudicando ela no serviço?, explica a delegada.

Ainda segundo informações de Edna, o ?Irmã Zuleide? começou com uma conta no Twitter que descrevia, na visão do DJ, o dia a dia de um evangélico. A professora de Campinas leciona para crianças, e depois da divulgação sem permissão de sua fotografia ela estava sofrendo com problemas psiquiátricos e psicológicos. ?Ela é evangélica, e o colégio onde ela trabalha também é evangélico?, diz a delegada.

A professora vai retonar para a cidade para prestar novos depoimentos, mas a delegada ainda não tem uma data definida para o retorno da vítima. ?Na realidade, por conta desses tratamentos psiquiátricos dela, o advogado ficou de voltar entre essa semana e a semana que vem?, conta Edna.

O caso

A página "Irmã Zuleide" no Facebook, que utiliza um tom cômico para tratar assuntos do cotidiano, ganhou destaque há quase dois anos, e já acumula mais de 2 milhões de seguidores. A polícia começou a investigar o DJ porque a foto utilizada no perfil é, na verdade, de uma professora de Campinas ? que afirma ter sofrido transtornos com a exposição e acionou a polícia para remover o conteúdo da internet.

Quando informada que o dono da página faria um show em uma casa noturna do Centro de Santos, a professora seguiu, com seu advogado, para a Baixada Santista e procurou o 1º Distrito Policial da Cidade. Segundo a polícia, Rodrigues não estava caracterizado como "Irmã Zuleide" quando identificado pelos policiais, mas foi encontrado e detido.

O DJ, que é natural do Rio Grande do Norte, admitiu ser o autor do personagem. Em depoimento, disse que a intenção da página era satirizar uma igreja evangélica, e que a foto da professora foi achada em uma pesquisa aleatória feita por um buscador.

Fonte: G1