Vereador se nega a dar R$ 20 para um homem e acaba morto a tiros

Nélcemir Lagôas foi morto com um tiro no peito e no pescoço.

Nélcemir Lagôas
Nélcemir Lagôas

O vereador de Cachoreiras de Macacu, na Região Serrana do Rio de Janeiro, Nélcemir Lagôas, de 67 anos, foi assassinado a tiros nas proximidades de sua casa. O político estava jantando com a família quando foi abordado por um homem ainda não identificado, de aproximadamente 30 anos, que encontra-se preso.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Antônio Furtado, Nélcemir Lagôas (PP)  jantava com a esposa quando o homem se aproximou e pediu R$ 20. O vereador, por sua vez, se negou a dar o dinheiro e afirmou que pagaria um jantar para o homem que não aceitou a proposta e foi embora.

Nélcemir saiu do restaurante e deixou seu carro, placa e modelo não identificados, a cerca de 200 metros de sua residência. Minutos depois, populares escutaram o barulho dos disparos que o atingiram o vereador no peito, maxilar e no pescoço. Ele foi socorrido e levado para um hospital, mas devido à gravidade dos ferimentos, não resistiu e morreu.

Após diligências, a polícia conseguiu prender o suspeito que usava um capuz e  era conhecido da vítima. Além disso, ainda segundo informações da polícia, ele já havia trabalhado para o vereador em campanhas eleitorais. 

Rua onde o vereador Nélcemir Lagôas foi morto
Rua onde o vereador Nélcemir Lagôas foi morto






Fonte: Com informações do G1