Vice-miss admite envolvimento com tráfico de drogas

Vice-miss admite envolvimento com tráfico de drogas

Modelo, namorado e mais nove suspeitos foram presos em operação.

A segunda colocada no concurso de Miss Curitiba 2010 teria dito à polícia, nesta quarta-feira (19), que namorava e ajudava o maior traficante de drogas do Paraná, preso com ela na terça (18), durante operação da PF. A modelo confirmou em depoimento que a relação com o rapaz foi mais do que um romance.

Imagens feitas por uma câmera de segurança do aeroporto de Curitiba mostram a suspeita abraçando o namorado. A polícia acredita que ele voltava de Mato Grosso do Sul, onde foi encomendar cocaína. A suspeita é que ele vendia 400 kg da droga por ano.

?A primeira parte do carregamento que nós apreendemos, quem levou ele para receber estas drogas foi ela?, diz o delegado Wagner Mesquita.

Segundo a polícia, ele gostava de ostentar riqueza. O patrimônio do suspeito inclui uma coleção de carros, alguns de luxo e outros importados. Ele também costumava impressionar. No carro que mais usava, mandou colar o adesivo da PF para se apresentar como policial federal.

Os imóveis registrados em nomes de parentes e avaliados em R$ 10 milhões foram bloqueados pela Justiça. O dinheiro conseguido com o tráfico era lavado em uma revenda de carros, de acordo com as investigações.

Outras nove pessoas foram presas e mais de 40 automóveis, apreendidos.

Ele também é investigado por participar do assassinato de um major da Polícia Militar (PM) e de mandar matar outros traficantes, para dominar o mercado da droga na região de Curitiba.

Fonte: g1, www.g1.com.br