Vídeo flagra assassinato de professor que tem policial civil como principal suspeito; assista

Vídeo flagra assassinato de professor que tem policial civil como principal suspeito; assista

Um carro mal estacionado teria sido o motivo da briga que levou ao homicidio

Um inspetor da Polícia Civil do Rio de Janeiro é suspeito de matar um professor a tiros no centro de São João de Meriti, Baixada Fluminense. Uma briga por causa do carro estacionado de forma errada seria o motivo do crime, realizado no final de outubro.

Segundo familiares da vítima, Celso Marques Ferreira, de 47 anos, o suspeito Michel Pessanha do Nascimento está solto devido ao corporativismo da polícia. Ele trabalha na Delegacia da Mem de Sá (5ª DP), centro do Rio.

Imagens das câmeras de vigilância do comércio local registraram o momento em que o policial atira contra Celso. O carro do policial estaria estacionado em local irregular, impedindo a passagem de outro veículo. Ele teria parado o veículo para ir a uma lanchonete. O professor estacionou e procurou o dono do veículo, pedindo que retirasse o carro. O suspeito, de boné verde e bermuda, saiu do estabelecimento e, já na rua, os dois discutiram. Segundos depois, o inspetor disparou contra o educador, que morreu no local.

No dia seguinte ao assassinato, Michel teria se apresentado espontaneamente e confessado o crime. Ele entregou a arma usada no crime. Procurado, o delegado responsável negou que estivesse acobertando o policial e garantiu ter vídeo e relatos de testemunhas que apontam que o inspetor agiu em legítima defesa. O delegado também informou que nesta semana concluirá o inquérito do caso e que não vai indiciar o agente por homicídio.

Parentes e amigos de Celso estão revoltados com a demora da investigação. Celso trabalhava na abordagem de dependentes químicos pela equipe da Secretaria de Assistência Social do município do Rio.

Assista ao vídeo:

Fonte: r7