Vídeo flagra fuga de suspeito de queimar dentista durante assalto

Vídeo flagra fuga de suspeito de queimar dentista durante assalto

Criminosos atearam fogo no dentista porque não encontraram dinheiro.

A Polícia Civil informou que imagens de câmeras de segurança mostram um possível suspeito correndo na rua minutos após o assalto na noite de segunda-feira (27), que acabou em tentativa de homicídio contra um dentista de 43 anos.

A vítima teve 60% do corpo queimado. Entre as partes mais afetadas estão abdômen, rosto, braços e um pouco da coxa, após os criminosos não encontrarem dinheiro em seu consultório em São José dos Campos(SP). O dentista tinha começado a instalar um sistema de segurança no consultório, mas as câmeras ainda não estavam funcionando. Ninguém foi preso.

O delegado Osmar Henrique de Oliveira afirmou que nada foi levado do consultório após o crime, que ocorreu por volta das 21h. "Vamos melhorar essa imagem, tentar ampliar para identificar o suspeito", afirmou Oliveira. A polícia não descarta que álcool tenha sido utilizado para queimar o dentista. A Polícia Militar informou que o crime foi cometido por dois homens. No momento do crime, a vítima estava sozinha no consultório.

O dentista foi transferido nesta terça-feira (28) para a ala de queimados da Santa Casa de São José dos Campos. ?O estado da vítima é delicado, mas é preciso aguardar 72 horas para ver como a natureza dele reagirá as queimaduras. A vítima sofreu uma extensão de 60% de queimaduras. As partes mais atingidas foram abdômen, rosto, braços e um pouco da coxa", disse o cirurgião vascular Rodolfo Lélis Zuppardo que é amigo da família da vítima.

A vítima foi resgatada ainda lúcida e contou para duas testemunhas que os criminosos não encontraram dinheiro no local e por isso decidiram atear fogo nele. Esse é o segundo caso em um mês em que criminosos ateiam fogo em dentistas após tentativas frustradas de assalto a consultórios. Em abril, uma dentista de São Bernardo foi morta queimada.

Uma das testemunhas que ajudou no socorro afirmou que que passava pela rua logo após o crime e ouviu gritos da vítima pedindo por socorro. A polícia foi acionada. Antes da chegada da viatura, o dentista apareceu rastejando, com o corpo queimado, apenas de cueca e meia, no corredor do consultório.

Fonte: G1