Vídeo mostra jovem e assessor de Feliciano e muda as investigações

"Ela mentiu para burro aqui", afirmou o delegado do caso.

Vídeos de segurança de um hotel mudaram a investigação envolvendo uma jornalista e o chefe de gabinete do deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP). Segundo a Polícia Civil, as imagens derrubaram a versão de Patrícia Lelis de que foi feita refém por Talma Bauer, assessor do parlamentar, entre o fim de julho e o começo deste mês.

A acusação era a de que Bauer ameaçou a jovem de 22 anos e a manteve em cárcere privado em um quarto do Hotel San Rafael, no Largo do Arouche, no Centro de São Paulo, para obrigá-la a recuar na denúncia de estupro que fez contra o deputado, supostamente ocorrida em Brasília no dia 15 de junho.

Por ter foro privilegiado, a polícia paulista não investiga Feliciano. Com isso, a veracidade ou não das acusações de assédio não foi e nem será questionada pelos policiais de São Paulo, que apuram apenas as ameaças e o cárcere privado relatadas pela jornalista na capital paulista.

O primeiro vídeo, registrado no fim da tarde de 30 de julho, mostra Bauer, o assessor de Feliciano, e a jovem no lobby do hotel. Eles se abraçam na recepção. Nas outras imagens, feitas em 4 de agosto, a jornalista aparece abraçada a um amigo no sofá na área comum do estabelecimento. Ao lado deles está o assessor de Feliciano falando ao celular.

Com base nesses vídeos e em áudios entregues à polícia, o delegado Luís Roberto Hellmeister disse na quarta-feira (10) que vai investigar se a jornalista cometeu falsa comunicação de crime e extorsão. Na sexta (5), Patrícia foi a uma delegacia no Centro de São Paulo e registrou boletim de ocorrência contra Bauer. Na segunda-feira (8), o delegado já havia descartado a hipótese de que a jornalista havia sido mantida refém no hotel com base nas imagens.

Após analisar as imagens e áudios sobre o caso, o delegado passou a duvidar também da conduta da jornalista. "Ela passa a ser investigada. Ela mentiu para burro aqui", afirmou.

Segundo o policial, antes do encontro no hotel onde supostamente foi vítima de Bauer, Patrícia foi ao shopping fazer maquiagem e compras e foi para a Avenida Paulista passear com o namorado. Ele também recebeu fotos da jornalista em uma churrascaria com Bauer, aparentemente conversando com o chefe de gabinete de Feliciano.

Image title

Image title

Image title

Fonte: Com informações do G1