Vídeo registra ação violenta  de quadrilha no Banco do Brasil

Vídeo registra ação violenta de quadrilha no Banco do Brasil

Bandidos explodiam caixas eletrônicos

Líderes de uma quadrilha que explodia caixas eletrônicos foram presos na cidade de Campinas, interior de São Paulo, na última semana. Eles são suspeitos de arrombar, utilizar dinamites e explodir terminais bancários em cidades do interior do Estado. Vídeos exclusivos mostram a ousadia nas ações do grupo.

As detenções de W.J.R.O., de 23 anos, conhecido como Bruxo, e de Véio Chocolate, de 42 anos, aconteceram em uma lanchonete enquanto combinavam o próximo assalto.

De acordo com a polícia, Bruxo era responsável por selecionar quem participaria dos crimes e era especialista em explosivos. O líder possui diversas passagens por roubo e estava foragido. Já Véio Chocolate era o estrategista dos crimes, definia o alvo, data e hora dos ataques.

Os presos já confirmaram 13 ataques na região de Campinas, onde recebiam ajuda de dois guardas municipais para agir. Bruxo e Véio entregavam dinheiro a esses agentes, que também foram presos por omissão de informação.

O delegado do Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) Antonio de Olim chama atenção para um detalhe: além de ser menos arriscado roubar em cidades pequenas, os caixas eletrônicos costumam ser carregados com mais dinheiro, isso porque a oferta de agências bancárias no interior é menor.

? Cada vez mais, eles vão pra lugares que sabem que tem dinheiro. No mínimo, vai ter R$ 50 mil num caixa desse. Se pegar o caixa lotado, até R$ 200 mil. Então, eles conseguem estourar o caixa, tirar o dinheiro com calma e ir embora tranquilamente. Aqui em São Paulo fica mais difícil.

Fonte: r7