Vigilante tem a moto roubada durante ronda na zona Norte

O crime aconteceu com um vigilante contratado para fazer a segurança de um condomínio da zona Norte de Teresina e revela o grau de insegurança

A violência na zona Norte de Teresina está alarmante para muitos moradores. Em razão disso muitos moradores têm procurado alternativas para evitar a violência, tais como o uso de vigias noturnos que realizam rondas ao redor das casas e condomínios da região.

De acordo com Gilvan Monteiro, de 35 anos, síndico de um condomínio, a situação de violência na região dos Bairros Aeroporto e Parque da Cidade está insustentável. ?Contratamos vigias para fazerem rondas, mas até um deles foi assaltado?, afirma Gilvan.

O vigilante assaltado foi Nélio Gustavo de Sousa Melo, de 36 anos, que reside em Timon, mas trabalha em Teresina. O assalto ocorreu no início da Avenida Duque de Caxias, próximo à Avenida Roraima, na última quarta-feira: ?Depois do jogo do Brasil, dois menores em uma moto roubaram minha moto?, disse o vigilante.

Nélio ainda está na tentativa de achar a motocicleta: ?Coloquei meu número e as informações da moto no Ronda Cidadão, no Dirceu e em várias delegacias para ver as possibilidades, nos batalhões da polícia também, e até agora não acharam?, complementa. Nélio diz ter feito o boletim de ocorrência na Polinter do Dirceu Arcoverde.

A moto não tinha seguro, apenas alarme, mas Nélio afirma que a polícia demorou a agir: ?Trabalho com isso desde 2011, tem 3 anos. Já trabalhei como mototaxista, entregando remédio em farmácias...?, diz.

Como a moto era o instrumento de trabalho de Nélio, ele está impossibilitado de garantir o próprio sustento da família. ?Nós [ele e a esposa] estamos com uma preocupação muito grande, porque dependo do dinheiro para comprar o leite do meu filho?, finaliza.

Fonte: Lucrécio Arrais